quarta-feira, 13 de junho de 2018

"think tanks" "fábrica de idéias" a manipulação do "liberalismo" Você sabe o que é?

Os fundamentalistas do liberalismo: - Conheça o instituto gaúcho que prepara jovens empresários para ser seguidores fervorosos da doutrina liberal do Instituto Millenium, Instituto Mises,... tendo como fundadores Paulo Guedes, Helio Beltrão (o posto Ipiranga/Ultra) para atuarem nas entidades públicas e privadas  O Instituto de Estudos Empresariais – IEE,  financiado pelo aliado Instituto Ling do empresário gaúcho  Winston Ling presidente da Petropar (hoje, holding Évora);  Entre outros patrocinadores de seus eventos estão algumas das maiores empresas brasileiras, como o grupo Ipiranga, do setor de petróleo e petroquímico, a Vonpar, engarrafadora da Coca-Cola na Região Sul, a Lojas Renner e a Springer Carrier. Um dos grandes entusiastas da existência do IEE é Jorge Gerdau Johannpeter, dono do maior grupo siderúrgico das Américas. (Filhos e sobrinhos de Gerdau integram ou já integraram o instituto. André, visto como um de seus potenciais sucessores no comando do grupo, permanece como sócio honorário da entidade.) Desde 1986, o IEE promove o Fórum da Liberdade (tendo socialistas políticos discursando!)[5]

Resultado de imagem para Instituto Ling e Marcel Van HattemResultado de imagem para Instituto Ling e Marcel Van Hattem

2008


No ano em que a Petropar completa 20 anos de atuação, o Instituto Ling distribui 11 bolsas de estudos para:

MBA
- Elias Goraieb (Harvard);
- Jefferson do Couto Kasa (Stanford);
- Pierluigi Enzo Cumo Cavalcanti de Albuquerque (Chicago);
- Rafael Castello Branco Pastor d'Oliveira (Chicago);
- Samuel Yoshiaki Oliveira Kinoshita (Columbia);
- Sergio Carvalho Dias Carneiro (Wharton).

LLM
- Filipe Scherer Oliveira (Harvard);
- Patricia Neves Maciel de Oliveira (NYU);
- Angela Bittencourt da Fonseca (Columbia);

GCL Program
- Fabio Maia Ostermann (Georgetown);
- Marcel Van Hattem (Georgetown).

Foto: Stanford University


















“think tanks” . Tenho quase certeza que noventa e tantos por cento da população brasileira não sabe o que é! O termo seria mais bem traduzido ou explicado como “fábrica de idéias”, são associações ou organizações que fabricam ou fomentam “ideologias”, essas associações geralmente se agrupam a partidos políticos e até mesmo governos.
Ideologia – Segundo Marx, ideologia seria um sistema de idéias que legitima uma Classe dominante!
As primeiras associações Think tanks, datam do século XIX, sendo a mais famosa delas a Sociedade Fabiana da Inglaterra, e dizem que Fernando Henrique Cardoso faz parte.
Atualmente, com o fim da Guerra Fria e com a globalização, o número das Think Tanks aumentou consideravelmente pelo globo, estimativas dizem que há mais de 4.500 dessas organizações ao redor do planeta.
A Atlas Network (Rede Atlas) é a principal patrocinadora dos Think tanks na América Latina, seu líder é o argentino-americano Alejandro Chafuen. No Brasil o MBL é um dos grupos que recebe apoio da Atlas. E a Atlas por sua vez é patrocinada diretamente pelos banqueiros sionistas americano, dando força a uma rede “libertária” que conseguiu alterar o quadro político da América Latina, como por exemplo o impeachment de Dilma no Brasil.
O Brasil é um lugar em que as estratégias da Atlas foram bem sucedidas, onde institutos como MBL e outros criam estratégias e discursos a favor do Livre Mercado, travando uma verdadeira guerra contra idéias de cunhos esquerdistas. Há uma canalização de esforços dessas associações para aumentar a raiva da população brasileira contra a esquerda. O pessoal do MBL chegou a ser treinado em organizações políticas dos  Estados Unidos para ajudar a desestabilizar o Governo de Dilma e jogar a população contra as políticas de bem-estar social implementadas pelo PT.
Hoje no Brasil há cerca de 30 institutos libertários, colaborando entre si, para a implementação e eleição de políticos com o ideário libertário.
O Instituto Friedrich Naumann trabalha no Brasil com parceiros fixos. São instituições e think-tanks da sociedade civil, economia, ciência, administração, política, área jurídica e da mídia, com vocação liberal e objetivos em comum.https://fnst.org/content/nosso-trabalho
Outros famosos think tanks da Atlas no Brasil são o Instituto Mises e o Instituto Millenium, este último é o maior responsável por fomentar a ideologia contra os [..]
É ao Instituto Millenium que Bolsonaro se juntou, o instituto recebe verbas do Bank of American, Grupo RBS, Grupo Gerdal entre outros, e foi a essa platéia que Bolsonaro discursou recentemente.
Resultado de imagem para Bolsonaro  Guedes e o Instituto Millenium
  • O certo é que pra toda essa gente "Think thank" citada aqui, o pobre é um ser desprezível, infelizmente essa gente conseguiu iludir e criar a chamada classe do “pobre de direita” que não sabe onde ta se metendo e metendo o Brasil. https://www.institutomillenium.org.br/author/paulo-guedes/
Imagem relacionada
Se a esquerda tem George Soros com a fundação Open Society, a direita "liberal"tem as duas: Alejandro Chafuen com a “Atlas Network”, e George Soros com a fundação Open Society. 
Grupos que promoveram o Impeachment de Dilma Rousseff estão ligados à Atlas Network, organização estadunidense de banqueiros sionistas, que incentiva a criação de think tanks e lideranças políticas no mundo todo, o grupo Évora (dos irmãos Ling) RGS também são parceiros. William Ling participou da fundação do Instituto de Estudos Empresariais (IEE) em 1984, que, formado por jovens líderes empresariais, organiza o Fórum desde a primeira edição; seu irmão, Wiston Ling, é fundador do Instituto Liberdade do Rio Grande do Sul; o filho, Anthony Ling, é ligado ao grupo Estudantes pela Liberdade, que criou o MBL. O empresário do grupo Ultra, Hélio Beltrão, também está entre os fundadores do Millenium, embora tenha o próprio instituto, o Mises Brasil.
https://apublica.org/2015/06/a-nova-roupa-da-direita/
O que explica o avanço destas ideais liberais? O ambiente político do Brasil (propício a disseminação destas ideias) e a existência de organizações de vertente liberal dentro do Brasil, preparando profissionais com  recursos de fora do Brasil, para dirigir estatais e empresas privadas. No Brasil,  destas parcerias destaca-se 11, sendo elas: Centro Interdisciplinar de Ética e Economia Personalista (CIEEP), Instituto Liberal (IL), Instituto Millenium (Imil), Instituto de Formação de Líderes – São Paulo (IFL-SP), Instituto Liberal de São Paulo (ILISP), Instituto Ludwig von Mises Brasil (Mises Brasil), Estudantes Pela Liberdade (EPL), Instituto de Formação de Líderes (IFL), Instituto de Estudos Empresariais (IEE), Instituto Liberdade (IL-RS), Instituto Líderes do Amanhã (ILA); O Instituto Millenium é um dos maiores parceiros da Atlas Network no Brasil, recebem apoio da mídia corporativa como a editora Abril e a Rede Globo pela RBS (filiada da Rede Globo em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul). Os integrantes que sustentam a instituição são: João Roberto Marinho (Grupo Globo) e Nelson Sirotsky (Grupo RBS); empresários do setor financeiro — como Armínio Fraga, ex-presidente do Banco Central de 1999 a 2002, no segundo governo de Fernando Henrique Cardoso — além de outros empresários de diferentes setores da economia.[1]

[1] "Think Tanks": organizações por trás da guinada da direita na América Latina

Fundada por George Soros em 1979, a Open Society Foundations trabalha para construir sociedades abertas, com governos "responsáveis e tolerantes, mecanismos políticos transparentes, flexíveis e abertos à participação popular" (OU SEJA, ABERTAS A ELE,Soros!). A OSF financia pesquisas e programas ao redor do mundo pela promoção dos direitos humanos e combate à corrupção (OU SEJA, APLICANDO O MARXISMO CULTURAL, INCENTIVANDO O NARCOTRÁFICO, QUE GERA A CORRUPÇÃO)

O Instituto Millenium ganha cadastro no Diretório Global de "Think Tanks"  Diretório Global de Think Tankshttps://ottd.onthinktanks.org/ uma iniciativa da Open Society Foundations de George Soros que reúne mais de 2600 think tanks ao redor do mundo.  O site disponibiliza uma série de informações sobre as atividades de cada instituição, tais como temas abordados, formas de contato e conteúdo produzido, facilitando a busca dos cidadãos que querem ter acesso à informação relevante e se engajar nas mais diferentes causas. Além da busca por temáticas, o site permite visualizar as instituições de cada país. Na América Latina, o Brasil aparece com 86 think tanks cadastrados, maior número da região.
Imil ao redor do mundo
O trabalho realizado pelo Instituto Millenium é reconhecido internacionalmente. Em 2017, pelo quarto ano consecutivo, o Imil figura entre os 10 think tanks mais relevantes do país no ranking “The Global Go To Think Tank Index”, da Universidade de Pensilvânia (EUA). Em 2018, um relatório da NGO Avisor avaliou o Imil como umas das 500 maiores ONGs do mundo e, no mesmo ano, o Instituto DOAR concedeu ao Imil o selo de ONG Transparente. 
O grupo, fundado em 2006, recebe financiamento de várias grandes corporações com sede no país: Bank of America, Merryll Lynch, Grupo RBS, Gerdau e o Am-Cham Brazil, o grupo de empresas estadunidenses no país. 

Adendo novembro/2018:

Paulo Guedes - Banco Central independente! Privatizá-lo? Privatizar é o programa do Instituto Millenium para o Brasil?


Nenhum comentário: