domingo, 29 de julho de 2018

O estelionato empresarial brasileiro praticado pelos presidentes do Brasil desde Sarney em 1985 até os dias de hoje para nacionais entreguistas e não nacionais de dentro para fora do Brasil.


Resultado de imagem para FHC e a  Petroflex
FHC-Fernando Henrique Cardoso, o piauense Pedro Parente, Henrique Meirelles, os mentores da destruição do Brasil como nação soberana. Com sua ingerência aliada a sua equipe TODOS obedientes a Nova Ordem Mundial da cabala  que adora satanás, privatizou o Brasil com o povo dentro para a cabala que governa o Brasil de dentro para fora do Brasil. FHC Transferiu em janeiro de 2003  o governo para Lula da Silva deixando algumas estatais para o deleite do petista comunista fazer frente com a sua política, a 513 deputados comissionados, em transformar o Brasil pelos conselhos seguindo para ditadura do proletariado.
A importância da Embraer nos dias de hoje. Transformou-se na 4ª maior empresa de construção de aviões do mundo;  a Vale do Rio Doce, a maior mineradora do mundo e as concessionárias de telefonia que se transformaram em extraordinárias geradoras de tecnologia e empregos, os cupins invadiram a Petrobrás, a Eletrobrás, o BNDES, os Fundos de Pensão;  as privatizações contribuiu com MÍSEROS 30 bilhões de dólares, antes disso, o Tesouro retirou  recursos para fechar os rombos das empresas favorecendo os expropriadores, e a NAFTA brasileira segue o mesmo caminho, todo o Brasil está sendo privatizado, entregue àqueles que governarão o Brasil de dentro para fora do Brasil.
Setor Siderúrgico:
Usiminas, Cosinor, Aços Finos Piratini, CST, Acesita, CSN, Cosipa, Açominas; 
Setor Químico e Petroquímico:
Petroflex, Copesul, Nitriflex, Polisul, PPH, CBE, Poliolefinas, Deten, Oxiteno, PQU, Copene, Salgema, CPC, Polipropileno, Álcalis, Pronor, Politeno, Nitrocarbono, Coperbo, Ciquine, Polialden, Acrinor, Koppol, CQR, CBP, Polibrasil, EDN;
Setor de Fertilizantes:
Arafértil, Ultrafértil, Goiasfértil, Fosfértil, Indag;
Setor Elétrico:
Light, Escelsa, Gerasul;
Setor Ferroviário:
RFFSA-Malha Oeste, RFFSA-Malha Centro-Leste, RFFSA-Malha Sudeste, RFFSA-Teresa Cristina, RFFSA-Malha Sul, RFFSA- Malha Nordeste e Malha Paulista;
Setor de Mineração:
CVRD – Cia. Vale do Rio Doce, Caraíba;
Setor Portuário:
TECON 1 (Santos), TECON 1 (Sepetiba), Cais de Paul e Cais de Capuaba (CODESA), Terminal roll-on roll-off (CDRJ), Porto de Angra dos Reis (CDRJ) e Porto de Salvador (CODEBA);
Setor Financeiro:
Meridional, Banespa, BEA, BEG, BEM e BEC;
Informática:
Datamec;
Outros Setores:
Embraer, Mafersa, Celma, SNBP. 
SISTEMA TELEBRÁS
Em julho de 1998 o governo federal vendeu as 12 holdings, criadas a partir da cisão do Sistema Telebrás, representando a transferência à iniciativa privada, das Empresas de Telefonia Fixa e de Longa Distância, bem como das empresas de Telefonia Celular-Banda A. A arrecadação com a venda dessas 12 empresas somou  míseros R$ 22.057 milhões e o ágio médio foi de 53,74% sobre o preço mínimo.

Em 1994, as perdas econômicas dos petroleiros chegavam a 100%. Mesmo após duas greves da categoria, o governo Itamar Franco descumpriu o acordo de inter-níveis. O tucano Fernando Henrique Cardoso, que era ministro de Itamar, assumiu o governo em 1995 e intensificou o arrocho salarial, levando os petroleiros novamente à greve.

O governo FHC- PSDB PREPARANDO O TERRENO PARA O ABATE,  partiu para o confronto, invadindo as refinarias da Petrobras com tanques e tropas do Exército. Após 32 dias de enfrentamento, os petroleiros iniciaram uma nova luta para reverter as demissões e as multas milionárias que FHC impôs à FUP e aos seus sindicatos. Não bastasse tudo isso, o governo de FHC lançou ainda um decreto, proibindo a livre negociação de salários nas empresas estatais. Lula da Silva em seu governo,  o bonzinho, o coitadinho, com o seus sindicatos de guerrilhas que jamais são barrados, anistiou  e reintegrou os petroleiros da Petrobras, já com o projeto do desmonte da Petrobras, já com o programa de TERCEIRIZAÇÃO dos petroleiros encabeçado pela comunista FGV-Fundação Getúlio Vargas.

Saibam um pouco do que esses presidentes que insistem em continuar governando o Brasil fizeram com o Brasil e com o povo brasileiro:


BNDES! O Banco Fomento que financiou e financia, o Estelionato Empresarial no Brasil e fora do Brasil - https://mudancaedivergencia.blogspot.com/2014/10/a-bomba-que-o-pt-nao-quer-que-estoure.html


Petroflex e Nitriflex borracha sintética, e o Estelionato Empresarial dos presidentes do Brasil, passando o controle dos Polos Petroquímicos para a Braskem - https://mudancaedivergencia.blogspot.com/2015/09/petroflex-e-nitriflex-borracha.html


Copene do Brasil Polo Petroquímico de Camaçari BA "Braskem" e o Estelionato Empresarial brasileiro de Lula PT desde FHC - https://mudancaedivergencia.blogspot.com/2015/09/a-braskem-e-uma-cria-do-governo-lula.html

Braskem o maior crime de corrupção no Brasil no Estelionato Empresarial brasileiro de FHC, Lula, Dilma, Temer, doando tudo para o capital estrangeiro - https://mudancaedivergencia.blogspot.com/2018/07/braskem-o-maior-crime-de-corrupcao-no.html  

Eduardo Braga político mais rico do Brasil e Lirio Albino Parisotto (PMDB-AM) o rei do acrílico. Viva o BNDES! Viva a Petrobras! Viva a Nafta! - https://mudancaedivergencia.blogspot.com/2016/07/lirio-albino-parisotto-pmdb-am-politico.html

Lula lobista informal da Odebrecht; produção nacional da nafta é da Braskem e será controlada pela Odebrecht confidenciou aos Castro! -https://mudancaedivergencia.blogspot.com/2015/08/lula-lobista-informal-da-odebrecht.html

J&F, Alpargatas, Grendene, Lula, Joesley, Henrique Meirelles, Diosdado Cabello, CEF, BNDES: Eldorado Celulose "quem é o dono?" -https://mudancaedivergencia.blogspot.com/2016/07/j-alpargatas-lula-henrique-meirelles-os.html

J&F-FriBoi, Lula, Joesley, Odebrecht, Eldorado Celulose, Henrique Meireles, BNDES, Petrobras, CEF, Megacompanhias, "quem é o dono?" -  https://mudancaedivergencia.blogspot.com/2016/07/j-batista-lula-henrique-meireles-bndes.html

5 comentários:

Anônimo disse...

A União Federal, Gerdau , Corretoras e Itau me devem a abertura de capital da Açominas e o pagamento do processo GFE7 RI471.

Brasil é falso-país.

Anônimo disse...

O Itau assumiu agora perante o BC que fez registros parcialmente da parte financeira das operações de compra dos acionistas minoritários da Açominas e foi isso que impediu de eu receber no ano de 2007 pelo processo GFE7 RI471.

Com isso agora já é possível uma solução via BC e JUSTIÇA para pagar o GFE7 RI471.

Graças a Deus chegou a resolução.

Anônimo disse...

.... e a nova Lei de Leniencia do BC.

SinagogaSatanica_X_Islã disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Pallocci deve ter delatado que os Bancos e Corretoras do Sistema Financeiro Nacional somente registram parcialmente/seletivamente ao Operações Financeiras causando Estelionato Societário contra acionistas minoritários.

Isso começou em 1997 ainda no Governo FHC.

E é oque a nova Lei de Leniência evidenciou : Itaú , Gerdau e Corretoras omitiram registros de Operações Financeiras desde 1997.

A única solução possível é o BC pagar o meu processo e ,também , eu desenvolver um Sistema Antifraude Societária , o S.A.S. para o BC