domingo, 20 de maio de 2018

A Maçonaria Britânica Duque de Kent e os obedientes servos brasileiros


Resultado de imagem para o maçom Príncipe Edward George Nicholas Paul Patrick
Colin Vaughan Foster casado com Maria da Graça Foster, Além de  ter faturado R$ 614 milhões em 43 contratos com a Petrobrás isso até 2010 imaginem até hoje, empresa da qual Graça era diretora de Energia e Gás (hoje ela está concluindo o curso de direito), Colin é Grão-Mestre Distrital da Divisão Norte da Grande Loja Unida da Inglaterra, cujo “Grand Master” é o Príncipe Edward George Nicholas Paul Patrick Duque of Kent – primo da Rainha Elisabeth. 
Resultado de imagem para o maçom   Peter Lowndes
Quem comanda a Grande Loja Unida da Inglaterra, junto com o príncipe, é Peter Lowndes membro do Royal Institution of Chartered Surveyors (RICS). -  Em 2004, quando José Dirceu mandava no governo, a Casa Civil recebeu uma “denúncia” contra Graça Foster, na época gerente do Cenpes (Centro de Pesquisa e Desenvolvimento da Petrobras). Graça foi acusada de favorecer a empresa do marido Colin. Dirceu cobrou explicações oficiais a Dilma Rousseff, então ministra das Minas e Energia de Lula. Mexer com Graça pode não ser um bom negócio para o cardeal Dirceu. Dilma e Graça são amigas desde quando a Presidenta eleita era secretária de Energia do Rio Grande do Sul. As duas cuidaram do Gasoduto Bolívia-Brasil (Gasbol) – negócio que envolveu o poder da British Gás e da Shell. E FHC também vendeu a Congáz para a a Shell Oil e a British Gás. Quando? Em 1997, pouco depois que Tony Blair o ministro Inglês, mandar seu principal assessor em visita ao presidente Cardoso. Daí a ponte favorável a Dilma com o braço britânico da Oligarquia Financeira Transnacional – que pode ser ampliado, via lobby do maçom Colin Foster. - Maria das Graças Foster – cujo marido Colin Vaughan Foster é   maçonicamente ligado à família Real Britânica. Gerdau e Fábio Coletti Barbosa (ou seu substituto Josué Alencar) são os tentáculos mais fortes da Oligarquia Financeira Transnacional na Petrobrás  – que também atuam no Comitê de Auditoria da Petrobrás,  vai ao Senado para explicar prejuízos e maus negócios da Petrobrás. Jorge Gerdau Johannpeter, controlador da Gerdau, foi eleito como representante dos acionistas titulares de ações preferenciais da Petrobras e Josué Christiano Gomes da Silva, controlador da Coteminas e filho do ex-vice-presidente da República, José de Alencar, eleito como representante dos acionistas minoritários para o conselho de administração da Petrobras. - O Senhor X é um personagem com influência direta no governo brasileiro, ditando regras na Petrobrás desde a gestão de José Sérgio Gabrielli. O tal Senhor X em nome do qual lobistas condicionavam a participação nos futuros empreendimentos, para que tudo fosse viabilizado. O Senhor X não é Eike Batista que também tem empresa petrolífera e que gosta de usar a letra X em seus negócios.

...um novo capítulo em Londres, a transferência da Inglaterra maçônica para o Rio de Janeiro para se tornarem capítulos fundadores do novo Grande Capítulo.[1] "Já estamos vendo a que serviu o prêmio, a Calha Norte na Amazônia, 62% das terras do Brasil, as mais ricas do mundo, A WWF inglesa está fracionando para ligar o Andes ao Grande Caribe".
Resultado de imagem para FHC e o Duque de Kent
Pelé, na época Ministro dos Esportes, com a mão na medalha de Cavaleiro do Império Britânico
com a qual foi condecorado pela rainha Elizabeth II da Inglaterra no Palácio de Buckingham.
À direita de Pelé, o então presidente do Brasil, Fernando Henrique Cardoso,
à esquerda, o Duque de Kent Edward primo da rainha
https://www.youtube.com/watch?time_continue=44&v=4aILH_yH8-o
Este vídeo abaixo, do Royal Ritual em Londres mostra maçons de alto nível se gabando de sua pesada influência em todas as esferas da sociedade ... em um cenário extremamente simbólico. Em 31 de outubro de 2017, o Royal Ritual aconteceu no Royal Albert Hall, em Londres, onde os maçons celebraram o 300º aniversário de sua influência na sociedade. O evento foi presidido pelo Grão-Mestre da Grande Loja Unida da Inglaterra: o Príncipe Eduardo, Duque de Kent - neto do Rei George V e Rainha Maria, e o primo da Rainha Elizabeth II.
https://www.youtube.com/watch?v=WusamrrCHNQ

os principado da clã Rothschild"
Prince & Princess Michael Of Kent [3] Attend A Banquet At London'S Guildhall During 
The State Visit Of President Putin Of The Russian Federation And Mrs Putina. www.gettyimages.com
Oratória da Maçonaria com o Duque de Kent
https://www.facebook.com/carlos.manzanoperera/posts/1694176657339199
A realeza europeia reintegrado será chefiada por um alemão "Kaiser" (César), que terá quatro reis serão nomeados sob ele, assim, dizem. 
O candidato a Kaiser provavelmente virá a partir de qualquer Habsburg ou famílias reais Hohenzollern. O primeiro primo paterno da rainha Elizabeth II , sendo um neto do rei George V e Queen Mary Grão-Duque Miguel Alexandrovich da Rússia , o irmão mais novo do czar Nicolau II da Rússia, e um primeiro primo de três dos avós de Michael. Príncipe do Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte com o prefixo Sua Alteza Real . 
Ele é um membro honorário da Associação da Família Romanov . O czar da Rússia seria mais provável príncipe Michael de Kent.   
http://mudancaedivergencia.blogspot.com.br/2016/07/realeza-europeia-erdogan-putin-lobos.html

Uma única linhagem sanguínea conecta todas as famílias reais europeias. Essas famílias se veem como uma linhagem exclusiva e superior, genética, moral e intelectualmente. Há vários séculos que os membros dessas famílias reais usam as guerras, as crises econômicas e uma extensa intriga política de modo a promover seus interesses. Agora que uma Federação Europeia finalmente está tomando forma, eles estão ansiosos para estenderem seus domínios ainda mais e criarem a Nova Ordem Mundial. Eles estão mais perto de atingir essa meta do que a maioria de nós imagina.
Estabelecendo Sorrateiramente um Império Mundial
Usando as alavancas invisíveis do poder, a elite tem sido capaz de jogar um país contra o outro e produzir mais mudanças, em conformidade com seu plano de longo prazo de estabelecer um Governo Mundial Único. Por exemplo, foi a própria elite quem criou a China moderna, submetendo as várias províncias chinesas ao longo de mais de um século com o tráfico de drogas, intrigas, invasão militar, fome e guerra civil, o que resultou nos dias atuais, após o assassinato de dezenas de milhões de inocentes e muitos mais presos e torturados, em uma obediente economia de vilões medievais, que a Elite está agora usando para destruir os EUA. Aproximadamente metade da indústria americana foi "terceirizada" (entregue) nos últimos trinta anos, em sua maior parte para o Estado policial totalitário e marxista conhecido como China. Isto permite que a elite corte os salários em todos os setores até um nível que a indústria americana não consegue competir. Quando uma nação não consegue competir comercialmente com seu principal rival e potencial inimigo, está no caminho para a destruição.

A Rainha como Chefe Suprema da Igreja Anglicana

A elite não é ateísta ou agnóstica, como frequentemente finge ser. Tampouco não é cristã, como alguns de seus membros mais proeminentes querem que acreditemos. Ao contrário, ela está profundamente comprometida com a religião antiga. Essa religião é o antigo sistema de panteísmo, gnosticismo e idolatria que rejeita o Deus da Bíblia e é geralmente identificada na mente do público como a adoração às deidades pagãs. Em resumo, as pessoas que controlam o mundo não são apenas indiferentes ao Cristianismo; elas o rejeitam completamente. Oficialmente, a rainha Elizabeth II é membro da Igreja Anglicana, uma denominação semelhante à Igreja Luterana Alemã, ou à Episcopal Americana.  A Igreja Anglicana é a religião oficial do Estado britânico. Ela está sob o controle oculto da elite governante praticamente desde sua formação e é o principal modo pelo qual o Cristianismo verdadeiro tem sido suprimido na Inglaterra. Entretanto, por trás dos bastidores, a elite dominante é composta há séculos por maçons, ateístas ou unitarianos. Todos esses sistemas de crenças rejeitam a deidade de Cristo. A Igreja Anglicana tem sido principalmente um meio de controle social por meio do qual os ricos e poderosos mantêm suas posições privilegiadas, ao mesmo tempo que imbuem as massas com o patriotismo cego necessário para administrar um Império.

Paganismo e a Família Real

O Príncipe Philip, marido da rainha Elizabeth, foi iniciado na Maçonaria na Loja da Marinha No. 2612, em Londres no dia 5 de dezembro de 1952: "Presentes na iniciação estavam o Marquês de Scarbrough, grão-mestre... e Geoffrey Fisher, Arcebispo da Cantuária. A Loja tem muitos laços com a família real, uma vez que o rei Eduardo VII serviu como primeiro mestre em 1896 quando era Príncipe de Gales. 

O rei Jorge VI... serviu como mestre quando era Duque de York. Em 1928, Sua Alteza Real, o Duque de Kent... foi mestre e posteriormente tornou-se grão-mestre da Grande Loja da Inglaterra." [William Denslow, 10,000 Famous Freemasons, 1957]. a família real britânica não é cristã, mas pagã. O Príncipe de Gales (o primogênito da rainha) é um bem conhecido defensor da filosofia da Nova Era e da ciência paranormal. Diversos membros da família real, incluindo a rainha Vitória, frequentaram durante anos sessões espíritas onde médiuns profissionais canalizavam “mensagens” de uma fonte demoníaca. Eles também fazem uso regular dos serviços de curandeiros espiritualistas e conselheiros paranormais. O próprio Príncipe Charles foi aconselhado durante muitos anos pelo xamã sul-africano Laurens van der Post, um aventureiro e autor de vários livros.

Em Suas Próprias Palavras

O Cristo unitariano/maçônico é muito semelhante ao da Nova Era, uma espécie de guru com um nível de consciência mais elevado, ou espiritual, que o homem comum.
Há vários séculos que os maçons vêm promovendo de forma furtiva, porém agressiva, uma mensagem humanista que expressa dois princípios de aplicação universal: a Paternidade de Deus e a Irmandade dos Homens. Com isto, eles querem dizer que todas as pessoas, independente de suas afiliações religiosas, estão em um mesmo patamar espiritual, tanto na relação uns com os outros, como também com relação a Deus. Essas mesmas crenças aparecem de forma proeminente no Movimento de Nova Era.
Tomados em conjunto, esses princípios dizem que a Bíblia Sagrada está errada ao fazer distinção absoluta entre cristãos e incrédulos, entre aqueles que são salvos e os que estão perdidos. A Maçonaria e o Movimento de Nova Era rejeitam completamente o pecado original, o estado caído do homem e a necessidade de redenção por meio do sangue de Jesus Cristo. Na visão deles, o homem não é um pecador perdido, mas está evoluindo continuamente por meio de suas experiências de vida, para um estado espiritual mais elevado.

A Definição de Jesus Cristo nas Palavras da Rainha

 rainha fala de um Cristo não muito diferente do Cristo Maçônico/Nova Era, isto é, um homem santo (e nada mais do que um mero homem), que tentou ensinar às pessoas de seu tempo a importância da bondade e da tolerância, que todos somos parte de uma única família e que, portanto, devemos viver juntos em paz e harmonia. Essa definição coloca Jesus no mesmo nível que homens como Mahatma Gandhi, Albert Schweitzer, o bispo Tutu e o Dalai Lama. Por mais lisonjeiro que isto possa parecer para o ateísta e para o humanista medianos, é uma tremenda distorção da realidade. a rainha não fez nenhuma referência nominal a Jesus Cristo em suas mensagens natalinas http://www.scribd.com/doc/93046264/Christmas-Messages-by-Queen-Elizabeth-II. - http://www.royal.gov.uk/

O Parlamento Maçônico do Homem

Em sua filosofia ocultista, os maçons visualizam uma futura encarnação humana do Anjo da Luz (conhecido também como Apolo, Hórus, Hélios, Lúcifer, etc.) que será entronizado e honrado por eles como o Messias, em sua longamente planejada Federação do Mundo. Esse é "o Cristo que está por vir", mencionado no poema de Tennyson, porém os cristãos o reconhecerão como o Anticristo.
Será que a rainha compreende o significado disto? Dado que a família real tem sido benfeitora e patrona da Maçonaria na Grã-Bretanha há várias gerações, seria espantoso se ela não compreendesse. A firme adesão dela à filosofia da Paternidade de Deus e Irmandade dos Homens demonstra sua familiaridade com os princípios maçônicos, incluindo o aparecimento de uma figura messiânica logo após a Nova Ordem Mundial ser estabelecida. Este é o verdadeiro significado da célebre frase "Se você construir isto, ele virá", do filme ocultista edulcorado O Campo dos Sonhos.

A Banalização do Cristianismo pela Maçonaria

Os maçons e os seguidores da Nova Era apreciam a declaração de John Donne de que "Nenhum homem é uma ilha." Essa frase se encaixa perfeitamente com ideia de Parlamento do Homem defendida pela Maçonaria e ao princípio de que "todos somos um", tão característico do Movimento Nova Era. é um sinal da superficialidade e hipocrisia do Cristianismo Anglicano, que permite que uma aviltante representação de Jesus Cristo seja feita pela monarca da nação pela televisão.

O Bom Samaritano

Em sessenta anos, a rainha mencionou somente um único episódio bíblico (fora o nascimento de Jesus) em suas mensagens natalinas, mas ela fez isso em três ocasiões: 1985, 1989 e 2004.
O "amor" ensinado na Maçonaria e na Nova Era não é o amor que encontramos na Bíblia. As Escrituras nos ensinam (nos termos mais fortes possíveis) que o amor de Deus não pode tocar e redimir o ser humano de seu estado pecador e caído sem a obra de expiação de Jesus Cristo; todavia, é justamente isto que a Maçonaria e a Nova Era rejeitam!

A rainha confirmou sua percepção maçônica do amor quando disse:


ela equipara o "amor" necessário para "salvar" o planeta com o amor sobre o qual Jesus falou, um tipo de amor que não tem sentido e nenhum poder quando separado da divindade de Cristo e da obediência à Sua Palavra.

Jesus não ensinou a "regra de ouro" da Maçonaria, como sugere a rainha. O que Jesus ensinou foram os mandamentos e preceitos do Senhor, Deus de Abraão, Isaque e Jacó. Esses mandamentos e preceitos são completamente diferentes e estão em conflito fundamental com a moral e os dogmas da Maçonaria, uma filosofia que notoriamente rejeita a salvação pelo sangue de Cristo e Seu sacrifício redentor na cruz do Calvário.

O Homem como uma Espécie Animal


Certa vez, o príncipe Philip declarou em um documentário para a televisão que os seres humanos são uma praga no planeta. Isto implica que a espécie humana é apenas mais uma das inúmeras espécies animais que vivem na Terra. É óbvio, a partir de seus comentários, que a mulher dele subscreve à mesma filosofia materialista. Entretanto, o Cristianismo bíblico rejeita completamente a ideia comum de que o ser humano seja uma espécie animal.
O homem foi criado à imagem e semelhança de Deus. Ele não é um animal de qualquer espécie, e sim uma criação singular. Os animais não têm pecado, apenas o ser humano peca. É por isso que a Maçonaria, a Nova Era e o Humanismo ateu defendem tão fortemente a teoria da Evolução, ou qualquer teoria similar que retrate o homem como mais uma espécie animal. Se o homem é apenas um animal, então ele não pode pecar e, se ele não pode pecar, então não pode ser julgado por Deus.
 Afinal, os maçons, ateus e evolucionistas que controlam a Igreja Anglicana veem o homem como uma mera espécie animal.

A Maçonaria Reformulando a Mensagem de Cristo

Uma vez que a família real britânica, bem como suas contrapartes em toda a Europa, rejeita a deidade de Cristo, eles também rejeitam a teologia contida no texto sublinhado. Eles não creem no Deus Trino de Abraão, Isaque e Jacó, mas sim em um deus totalmente diferente.
A bênção anglicana não tem um elemento distintivamente cristão sem as palavras que a rainha preferiu omitir. A versão dela simplesmente condensa a moralidade interfé e a filosofia maçônica da Paternidade de Deus e Irmandade dos Homens. A versão lida pela rainha na mensagem natalina transmitida pela televisão é perfeitamente aceitável para os hindus, budistas ou muçulmanos. Na verdade, ela seria aceitável até mesmo para os ateus e humanistas. Portanto, chamar isso de “mensagem cristã” é uma enorme inverdade, para não dizer algo totalmente enganoso.
Eis aqui o que a Grande Loja da Louisiana declara a respeito da posição da Maçonaria em seu livro secreto:
"Para o altar da Maçonaria todos os homens trazem suas ofertas votivas. Em volta dele todos os homens, quer tenham recebido seus ensinos de Confúcio, de Moisés, de Maomé, ou do fundador da religião cristã — apenas por que creem na universalidade da paternidade de Deus e na universalidade da irmandade dos homens — reúnem-se em um nível comum. O judeu retorna à sua sinagoga, o maometano à sua mesquita, e o cristão ao seu templo — cada um melhor preparado para os solenes deveres da vida pela participação nesta irmandade universal." [Louisiana Monitor, 1980; ênfase adicionada].
Portanto, por trás de uma máscara cristã, a rainha Elizabeth vem pregando uma filosofia maçônica. O fato de suas mensagens natalinas usarem o revestimento da terminologia cristã é irrelevante. A Maçonaria faz isto o tempo todo, embrulhando e mascarando suas crenças ocultistas em linguagem enganosa.

Conclusão

Os cristãos precisam entender que as pessoas que governam este mundo não são cristãs, apesar de frequentemente fingirem ser. Essas pessoas adoram outro deus

Todas as doutrinas acima estão em conflito com a Palavra de Deus. Uma vez que a vasta maioria dos cristãos nominais aceita pelo menos duas ou três dessas doutrinas, podemos ter certeza que o número real de cristãos nascidos de novo e fiéis à Palavra de Deus no mundo atual é extremamente pequeno.
A Elite do Poder controla grande parte da Europa e da América do Norte por meio da Maçonaria. Entretanto, muitos líderes nacionais e mundiais fingem serem cristãos de modo a ganhar a confiança do público. Praticamente todos os presidentes americanos nos últimos cem anos eram maçons da alta hierarquia, ou membros de sociedades secretas ocultistas. Por exemplo, George Bush (pai) e George W. Bush (filho) se passavam por cristãos, quando na verdade eram membros da sociedade secreta Caveira e Ossos, uma irmandade luciferiana que existe dentro da Universidade de Yale.
O deus da Maçonaria é Lúcifer, o Portador da Luz, o encantador "anjo de luz" que Satanás finge ser aos seus acólitos. Os britânicos referem-se a ele como Hélios ou Apolo, o deus-sol na mitologia grega.
A rainha da Inglaterra pode ou não aderir a todas as crenças e doutrinas da Maçonaria, porém suas mensagens natalinas são profundamente maçônicas. Ela rejeita a deidade de Cristo e, portanto, não pode ser considerada cristã. Na verdade, ela é membro-sênior de uma casta pagã governante que está gradualmente levando a humanidade rumo a um governo mundial único e uma religião mundial única.
http://www.espada.eti.br/monarquia.asp 
Autor: Jeremy James, artigo original em http://www.zephaniah.eu
Tradução: F. A. W. 
Revisão: http://www.TextoExato.net
Data da publicação: 24/6/2012
Transferido para a área pública em 6/10/2013
[1]http://tresjanelas.blogspot.com.br/2010/03/brazils-grand-chapter.html
https://pavimentomosaico.wordpress.com/2016/01/15/qual-e-a-loja-maconica-mais-antiga-do-mundo/

Nenhum comentário: