quinta-feira, 7 de julho de 2016

Ilan Goldfein, nascido em Haifa – Israel sócio do Itaú/Unibanco é o novo presidente do Banco Central brasileiro

Nota minha em outubro/2018: infelizmente, vamos entendendo porque ultimamente estamos ouvindo constantemente falarem no Brasil sobre as "maravilhas" realizadas em Israel, mesmo sabendo pelos jornalistas investigativos internacionais, que o primeiro ministro de Israel está sendo indiciado por crimes contra a humanidade; Infelizmente, ouço a notícia de que o presidente do Banco Central permanecerá em seu cargo após janeiro/2018; Com muitas perguntas e dúvidas sobre a pessoa, disparado à frente, será eleito para Minas Gerais o Sr. Romeu Zema natural de Araxá Minas Gerais, terra do Nióbio candidato do Partido Novo 30 que de novo não tem nada como mostra o link abaixo; Infelizmente  o povo NUNCA sabe nada, JAMAIS fica sabendo o que realmente está sendo tramado; Tenho lutado muito para eliminar o PT do Poder no Brasil NO ENTANTO, Eu continuo sentindo muito pelo meu Brasil. 
7000942010011009801379no
O novo presidente do Banco Central do Brasil é o estrangeiro Ilan Goldfein,  natural de Haifa, Israel. Na década de 1970, veio para o Brasil com a família e, em 1988, formou-se em Economia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) Goldfajn já integrava a diretoria do Banco Central durante a gestão de Henrique Meirelles. Antes de ser nomeado presidente do BC, era o economista-chefe e um dos sócios do banco Itaú Unibanco, trabalhou sob as ordens do economista Stanley Fischer no Fundo Monetário Internacional (FMI) de 1996 a 1999, pouco antes de Fischer assumir a presidência do Bank Israel, o Banco Central do país (2005 e 2013). Para assumir o cargo, Fischer se nacionalizou israelense.

Ilan Goldfein  além de diretor do CDPP – Centro de Debates de Políticas Públicas. Junto com o economista, Meirelles também anunciou outros três nomes de sua equipe para dirigir a política econômica da gestão Temer: Carlos Hamilton Araújo, que ocupará a Secretaria de Política Econômica; Marcelo Caetano, economista do Ipea, que irá comandar a Secretaria de Previdência, e Mansueto de Almeida, também do Ipea, ficará a cargo da Secretaria de Acompanhamento Econômico.
Mansueto de Almeida foi colaborador do programa de governo do senador Aécio Neves (PSDB-MG), na candidatura à Presidência, em 2014 (NIÓBIO DE ARAXÁ MINAS GERAIS 
UNIBANCO / ITAÚ - família dos Neves). No governo Temer, será o responsável por analisar as despesas públicas para dar suporte às medidas adotadas pela Fazenda.(entendam porque não acontece as prisões)

Após tentar acordo com representantes de sindicatos, Temer deu sinal verde à Meirelles para que Marcelo Caetano assuma as contas para a Previdência, incluindo a possibilidade de reformas. E Hamilton será braço direito de Meirelles, na formulação das políticas econômicas. 

Henrique Meirelles anunciou, ainda, que outros nomes serão trazidos para a equipe, gradualmente.

Espera-se que novas decisões serão tomadas para o setor de bancos públicos, incluindo Banco do Brasil, Banco do Nordeste, Caixa Econômica e Banco da Amazônia. 

 É CLARO TUDO DIRECIONADO, APROVADO, PELA
CLÃ DO BANQUEIRO SIONISTA ROTHSCHILD QUEM  ARQUITETOU, FINANCIOU A CONSTRUÇÃO, EDIFICAÇÃO DO ESTADO DE ISRAEL.

Nenhum comentário: