segunda-feira, 25 de julho de 2016

Globalistas fabianos e eurasianos, realeza europeia, Putin, islâmicos, servindo a clã Rothschild,

Putin  falso e estrategista, nao aceita ordem de fora de seu círculo particular de "amigos" 
montou o BRICS eurasiano fincando bases militares nos países (sempre em desenvolvimento) sul americanos como o BRASIL, e bombardeará se preciso for, os países que se mantiverem contrários a Nova Ordem Mundial Eusasiana, quando a NOM fabiana fica por conta da cla Rothschild que também controla a Eurasiana. Assim, o papado discursa sem pudor, que a Rússia será o futuro grande império. Engano pensar, que a URSS/Russa foi extinta.

A recusa de Putin para com os avanços dos projetos da nova ordem mundial fabiana fez Jacob Rothschild ficar extremamente nervoso, ele precisa da Rússia do seu lado para cumprir as tramas de um dos lados da farsa para dominar o mundo. Assim, Putin apoia seu amigo Trump à presidência dos EUA, contra a tirania dos fabianos  que dominam secretamente os EUA. Putin, espalhando a notícia  que proibiu os Rothschild a entrar na Rússia! Será uma combinação perfeita para depois das conquistas usando os islâmicos para aterrorizarem a Europa e o resto do mundo, unificarem a NOVA ORDEM?

Os Rothschild  a clã  malvada da NOM golobalista, financiou os chamados terroristas, “mulçumanos” lobos solitários, com as verbas que deveria ser gasto no combate “da FARSA” do aquecimento global [2].  E tem mais, quem financiou a primeira guerra mundial russa foi os Rothschild.
Resultado de imagem para Rússia e o fim do império turco-otomano
  • Hoje, Putin eleito pela KGB tem outros planos: restaurar o Império Turco Otomano, se bem sucedida, vai  restaurar os impérios alemão, Austro-húngaro e turco; essencialmente, trazendo a Europa e o Oriente Próximos e  voltar à situação que existia antes da Primeira Guerra Mundial I quando aconteceu a guerra russo-turca de 1877–1878 quando  o desejo da Rússia  foi originada de obter acesso ao mar Mediterrâneo e de capturar a península dos Bálcãs, controlada pelo Império Otomano.
Esses são os "laranjas, principado da clã Rothschild"
Prince & Princess Michael Of Kent [3] Attend A Banquet At London'S Guildhall During 
The State Visit Of President Putin Of The Russian Federation And Mrs Putina. www.gettyimages.com

A realeza europeia reintegrado será chefiada por um alemão "Kaiser" (César), que terá quatro reis serão nomeados sob ele, assim, dizem. 

O candidato a Kaiser provavelmente virá a partir de qualquer Habsburg ou famílias reais Hohenzollern. O primeiro primo paterno da rainha Elizabeth II , sendo um neto do rei George V e Queen Mary . Grão-Duque Miguel Alexandrovich da Rússia , o irmão mais novo do czar Nicolau II da Rússia, e um primeiro primo de três dos avós de Michael. Príncipe do Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte com o prefixo Sua Alteza Real . 

Ele é um membro honorário da Associação da Família Romanov . O czar da Rússia seria mais provável príncipe Michael de Kent.  
Prontos para a briga Duas vitórias e duas derrotas marcantes na história dessa potência

Imperio Otomano 1299- 1922<br />Estado más poderoso de Europa Oriental<br />Multiétnico y cultural<br />Los turcos estaban acorralados por los mongoles<br />Los otomanos debían defender el Islam<br />Generalidades<br />
IMPERIO TURCO - OTOMANO<br />
IMPÉRIO OTOMANO ESMAGANDO OS BIZANTINOS
Em 1453, o Império Otomano conquista a cidade de Constantinopla, que passa a se chamar Istambul. A vitória marca a supremacia definitiva dos turcos sobre o Império Bizantino, com quem lutavam desde o século 11
EXPANSÃO FRUSTRADA
Nos séculos seguintes à vitória sobre os bizantinos, os otomanos seguem enfrentando os cristãos europeus na tentativa de dominar o continente. Entre 1715 e 1718, porém, eles são derrotados pela Áustria e a expansão fracassa
TRIUNFO SOBRE A RÚSSIA
Entre 1853 e 1856, o Império Otomano trava com a Rússia a Guerra da Criméia. Em jogo, territórios onde hoje ficam a Romênia e a península da Criméia, na Ucrânia. Com o apoio da França e da Inglaterra, os turcos vencem
FIASCO NA PRIMEIRA GUERRA

Os aliados da Guerra da Criméia viram inimigos na Primeira Guerra. É que, na busca pela modernização, os otomanos se aproximam da Alemanha. Ao lado desse país, os turcos são derrotados no grande conflito mundial

[1] 'brexit', acrônimo pelo qual é chamada a saída do Reino Unido da União Europeia (UE);
[3] https://pt.wikipedia.org/wiki/Miguel_de_Kent
[4] http://mudancaedivergencia.blogspot.com.br/2016/07/rothschild-com-lincoln-fora-do-caminho.html

Nenhum comentário: