sábado, 11 de março de 2017

Desde 1985, o Brasil é vítima do projeto de Engenharia Social de Saúde e de Sarney

Tancredo teria pensado em uma famosa frase de Getúlio Vargas, de quem fora ministro: "No Brasil, não basta vencer a eleição, é preciso ganhar a posse"...

O General Lêonidas que Tancredo elegeu, garantiu a de Sarney! Em meio à polêmica da posse, na madrugada do dia 15 de março, Leônidas se dirigiu a Sarney com um recado-nomeação: "Boa noite, Presidente". A História não batiza oficialmente, mas, Leônidas deu o "Golpe Militar de 1985" que colocou o vice de Tancredo no poder. A morte de Tancredo, após longa agonia, foi marketeiramente anunciada em 21 de abril - dia de Tiradentes, mártir mineiro. Aquela que seria batizada de "Nova República", após o governo dos presidentes militares, já nasceu literalmente morta, graças ao câncer de Tancredo e ao movimento de Leônidas.

A entrega do poder a Sarney atrasou o Brasil 1000 anos. O maranhense era um reconhecido "filhote da dita-dura". A diferença dele para Paulo Maluf como gestor é que o paulista realizou grandes obras por seu Estado e pela cidade de São Paulo, apesar dos notórios superfaturamentos. 
  • O que Sarney fez pelo Maranhão todo mundo sabe. O que ele fez (de besteira) pelo Brasil foi pior ainda. Até hoje Sarney reina. Renan Calheiros, presidente do Senado, não por acaso, é um de seus pupilos e herdeiros, junto com Edson Lobão, Jucá, companhia limitada & sociedade anônima...[1]

O General de Exército Leônidas Pires Gonçalves e o Golpe Militar de 1985[1]


Sarney condecora o gal. leônicas Pires, seu ministro do Exército e raro militar graduado a admitir que arquivos "não" haviam sido destruídos! 
(Roberto Jayme!Folhapress)
ORG XMIT: 461801_0.tif O presidente José Sarney (à esq.) condecora Leonidas Pires Gonçalves, seu ministro do Exército, no Palácio do Planalto, em Brasília (DF). (Brasília (DF), 02.05.1989. Foto: Roberto Jayme/Folhapress)
A entrega do poder a Sarney atrasou o Brasil 1000 anos. 
Desde 1985, o Brasil é vítima de um experimento social. Esse experimento social aconteceu nos EUA, na Inglaterra, na França, na Itália e foi importado diretamente da NICARAGUA para o Brasil. As ligações desse experimento vem da "reforma sanitária" do pós-guerra. As reuniões estão muito bem documentadas nos encontros que aconteceram no Uzbequistão, na URSS, etc. Uma MESMA equipe CONTROLA o Ministério da Saúde desde 1985, INDEPENDENTE do governo que assuma o Executivo. "O manual da OMS de número 5 (DSM-V) fez uma loucura com os critérios diagnósticos." (Amanda Kelly)[2]. A OMS(vermelha) quer hoje implantar no mundo o exemplo falido de saúde do Brasil! Os políticos, FFAA, STF se calam, consentem.

Devido denúncia de maus tratos, foram fechados os hospitais psiquiátricos públicos que deveriam servir para conduzir à melhora o doente mental. O modelo atual, também falido, centrado nos CAPS - Centro de Atenção Psicossocial (capscêntrico) constituído pela coordenação. É insuficiente e, em geral, não qualificado para atender o paciente com transtorno mental grave e persistente. O enfoque que vem sendo adotado tem custado a vida de muitos doentes, além de remetê-los às ruas, ao encarceramento em presídios e a outras exposições à violência, chegando a apresentar mais de 11.800 mortes ao ano por transtornos mentais, sem considerar o suicídio, que acomete anualmente os mesmos milhares de indivíduos. Ou seja, por ano o Brasil é acometido de algo em entorno de 25.000 mortes que poderiam ser evitadas caso os nossos doentes recebessem o atendimento adequado. Assim, o Governo em obediência ao Ministério da Saúde/OMS cumprindo metas estabelecidas, transferiu a responsabilidade dos doentes mentais para as famílias que pobres, impossibilitadas financeiramente,  algumas recebendo as migalhas oferecidas pela previdência, sem cultura, sem conhecimento suficiente, passaram a contrair novos problemas como o desgaste físico, mental, stress, melancolia, impotência, por conviver  no dia a dia no ambiente familiar sem constante ajuda de profissional psicossocial  com o doente mental em estado crônico.
Assim  entendemos,  porque no Brasil aumentou a marginalidade, os desequilibrados que nas ruas assaltam, matam por qualquer motivo, os presos, que a Justiça  do Brasil conivente e omissa às normas vigentes solta, o STF - Supremo Tribunal Federal que concede liberdade. É esse o modelo falido, camuflado, que a OMS-Organização Mundial de Saúde que manda no Ministério da Saúde brasileiro desde 1985, usará como parâmetro (exemplo) para a Saúde mental no mundo. ABSOLUTAMENTE FALSO!

INFELIZMENTE, O POVO NÃO SABE NADA DISSO ASSIM, NÃO LUTAM CONTRA UM SISTEMA POR 32 ANOS ABSOLUTAMENTE CORROMPIDO.

Segue o nome de alguns BOIS que ajudaram (ou influenciaram) a construir o projeto de ENGENHARIA SOCIAL DE SAÚDE do Brasil pós 1985.
1) Luiz Cerqueira (Manual de Psiquiatria Social) e seu combate à "indústria da loucura".(1911-1984) Alagoas
2) Ulisses Pernambucano (início da República)  (1892-1943) Recife
3) Ellis Busnello -  1932 Bento Gonçalves
    Atualmente é vice-coordenador da UFRGS, perito, consultor e coordenador da Organização       Mundial da Saúde e Organização Pan-Americana de Saúde 
4) David Capistrano. (1948-2000) Recife
5) Franco Basaglia, o grande "mestre". (1924/1980) Veneza Itália
    Em Barbacena, Basaglia comparou a colônia de alienados a um campo de concentração; em 1989, em Santos. Após uma série de mortes em uma clínica psiquiátrica particular conveniada ao extinto Inamps, a prefeitura decidiu intervir e desapropriá-la, iniciando um trabalho revolucionário semelhante àquele de Franco Basaglia na Itália. Em seu lugar foram implantadas novas maneiras de lidar com pessoas em sofrimento psíquico, como os núcleos de atenção psicossocial (Naps) abertos 24 horas, sete dias por semana. Foram criadas oficinas de trabalho para geração de renda dos ex-internos, além de cooperativas de trabalho e de diversos projetos culturais de inserção social, entre os quais merece destaque o Rádio e TV Tam Tam.
6) Benedetto Saraceni, "mestre-mentor" da OMS. fim dos maniconios (psiquiatria democrática)
     Ele foi uma das figuras mais visíveis na "Conferência para a Reestruturação do Cuidado Psiquiátrico na América Latina", realizada na  Venezuela Em 1990. A "Declaração de Caracas", documento que norteou a reestruturação da atenção à saúde mental na América Caribe, Foi adotado durante o evento. Ele se juntou à OMS para liderar o programa "Nações para a Saúde Mental" e ajudou a introduzir cuidados de saúde mental em lugares remotos onde era completamente ou parcialmente desconhecido. 
DOCUMENTOS:
1) A Declaração de Caracas, de 1990, propondo um novo paradigma de Atenção e Reestruturação da Assistência Psiquiátrica, dentro dos Sistemas Locais de Saúde
Link: http://pfdc.pgr.mpf.mp.br/…/legislacao/s…/declaracao_caracas
2) A Portaria 189, de l991, de Domingos Sávio-
Link: http://bvsms.saude.gov.br/…/publicaco…/legislacao_mental.pdf
3) Lei 10.216 de 6 de Abril de 2001
Link: http://www.planalto.gov.br/ccivil…/leis/leis_2001/l10216.htm
4) O protagonismo do Ministério da Saúde na gestão de Pedro Gabriel Delgado.
 Link:
https://www.academia.edu/12955347/Reforma_psiqui%C3%A1trica
5) A proposta de reabilitação psico-social de Benedetto Saraceno
http://www.scielo.br/pdf/rlae/v14n3/v14n3a21.pdf
créditos: Loryel Rocha

pesquisa:
[1] http://www.alertatotal.net/2015/06/o-general-leonidas-e-o-golpe-militar-de.html
O General Leônidas impediu a publicação do Projeto Orvil (livro ao contrário) que relataria, com provas documentais, todos os crimes cometidos pela chamada esquerda revolucionária e terrorista na História do Brasil, principalmente nas décadas de 70 e 80. Se tais relatos tivessem sido oficialmente publicados naquela época, muita polêmica inútil e mentiras fabricadas pelas Comissões da Verdade teriam sido, no mínimo, atenuadas.
[2] http://super.abril.com.br/saude/novo-manual-da-loucura/
Nota:
Infelizmente, o povo não sabe nada disso assim, não lutam contra um sistema por 32 anos absolutamente corrompido.
Lula quando declarou aberto o primeiro encontro do Foro de São Paulo em 1990 apresentando seus parceiros, presentes, os representantes das Farc, movimentos terroristas da Nicarágua, entre outros movimentos terroristas de outros países latino-americanos; José Dirceu então menciona o Presidente do México FOX pelas divisas Venezuela/ México/ Caribe,  envolvendo o narcotráfico (vídeo abaixo).  
Santos Colômbia cumprindo metas do Foro de São Paulo assina o “falso” acordo de paz com as FARC, e anunciou o plano para estabelecer a maior área protegida do mundo, equivalente a 3,7 vezes o estado de São Paulo,  absorvendo as maiores jazidas minerais do mundo no Brasil na cabeça do cachorro(seis lagos) e na reserva Yanomani Roraima o corredor “ecológico”(calha norte)  objetivo:  atender  no "Grande Caribe", o narcotráfico.
DECLARAÇÃO DE CARACAS (Adotada pela Organização Mundial de Saúde em Caracas, Venezuela - 1990.) importado diretamente da Nicarágua país integrante do Foro de São Paulo "O manual da OMS de número 5 (DSM-V) fez uma loucura com os critérios diagnósticos"; o Brasil passou a ser  vítima de um experimento social que privou os brasileiros ao direito à saúde pública.
https://www.youtube.com/watch?v=pzg_zUOA_p0

Nenhum comentário: