segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Poder Dominante autores dos crimes contra a humanidade.

A maior conspiração da história foi a que planejou, ao fim da Idade Média, instituir uma sede segura para os negócios conduzidos pelos poderosos mercadores e banqueiros  internacionais, então residentes na Europa após um périplo milenar por Cartago, Alexandria, Constantinopla, Veneza e Amsterdam, gente apátrida e aparentemente agnóstica ou infiltrada nas religiões monoteístas, porém secretamente adepta da crença pagã babilônica, e cuja única meta sempre foi obter lucros fabulosos, prazeres, luxos, riquezas e destruir as demais religiões.

Mauricio de Nassau
As batalhas continuaram até 23 de janeiro de 1654, quando os holandeses cercados e reunidos no forte das Cinco Pontas se rendem finalmente às tropas portuguesas com a garantia de que poderão voltar a salvo para a metrópole.


Os judeus, que tanto ajudaram aos holandeses, alguns abandonaram Recife e se dirigiram a outras colônias holandesas, como o Suriname, a Jamaica, Nova Amesterdã (atual Nova York), além da própria Holanda. Muitos judeus refugiaram-se nos sertões pernambucano identificando-se como nordestinos.

  • Fala minha: É inacreditável a história  contada  nos livros. Se... "COMO DIZEM"! foram os Nordestinos  em luta desbravada que libertou o nordeste pernambucano dos holandeses, então apoiados pelos judeus, porque então, estes mesmos nordestinos foram confinados em campos de concentração, sofreram o genocídio viveram o holocausto no nordeste provocado por esta mesma elite  que imperava, e até hoje domina o Nordeste pernambucano na mais restrita condição de QUEM?  lá poderá viver, ou se instalar?  http://mudancaedivergencia.blogspot.com/2010/07/campos-de-concentracao-no-nordeste.html  


Esse mesmo grupo de piratas e colonos , representantes dos mercadores, após breve fuga para Amsterdã voltou ao Novo Mundo, dessa vez um pouco mais ao norte, onde ocupou uma ilha, comprada esperta e maliciosamente aos índios locais por ninharias, e que denominaram Nova Amsterdã em homenagem ao seu porto de origem e sede de seus negócios.
Nova Amsterdam
 Essa ilha, quando a sede dos interesses que a compraram foi transferida para a Inglaterra, teve o nome mudado de Nova Amsterdam para Nova York, mantido até hoje.

Depois de fincar sólidas raízes no continente americano,através desse grupo de mercenários e colonos, os mercadores e banqueiros tentaram submeter o povo das 13 colônias americanas, à força, pelo poder do exército da Inglaterra, país para onde haviam migrado e se infiltrado, abandonando a Holanda.

O pressentindo o fracasso iminente na luta armada, iniciaram um movimento de conquista dos Estados Unidos pela persuasão, pelos negócios, pela compra de terras e lealdades, chegando mesmo a financiar o exército americano revolucionário na guerra da Independência e na formação da República.

O financiamento à Guerra da Independência também foi espertamente provido pela própria Cia. das Índias e mercadores associados, agora sob uma outra razão social.
Cia. das Índias
Essa nova empresa, que sucedeu à Cia. das Índias, existe até hoje e continua recebendo dividendos do povo americano pelo “investimento” feito em sua “Independência”.


Um comerciante estrangeiro, associado aos objetivos da Cia. das Índias, ajudou sozinho o esforço financeiro de guerra. 


E ficou ainda mais rico vendendo os bônus da guerra que ele mesmo emitira e financiara do próprio bolso?


Em sua homenagem, os “Pais da Pátria” mandaram colocar no selo nacional dos
(Isis-Semiramis)
Estados Unidos um símbolo identificado com o culto à deusa babilônica Astoreth (Isis-Semiramis) e a uma família européia que tomou o nome desse símbolo (atualmente usado largamente pelo movimento sionista, promovido e financiado por essa mesma família), e que pode ser reconhecido até hoje no verso das notas de um dólar, as mais correntes no mercado.

Anos depois da consolidação da nação americana, esse contínuo processo de sedução, corrupção e financiamento terminou por submeter a soberania econômico-financeira dos Estados Unidos a esse grupo oligárquico, familiar, de banqueiros, financistas e negociantes.
“O SOMBRA”
Um cidadão americano, o primeiro marqueteiro eleitoral da história e traidor da sua pátria, por nós apelidado de “O SOMBRA”, foi, no princípio do século XX, contratado por essa oligarquia para selecionar e eleger um presidente dos Estados Unidos, dócil o bastante para facilitar a tomada do poder por esse mesmo grupo de ricaços.


Uma vez no poder, esse grupo fechado montou um esquema administrado por instituições secretas com uma rede de correspondentes e de lealdades planetárias, adquiridas a qualquer preço, as quais lhe asseguram, desde então, a posse da máquina governativa dos EEUU e a sua estrutura político-econômico- militar, operacionalizando, a partir daí, o Governo Mundial.


Esse mesmo grupo de poderosas famílias e seus associados, agora agindo através dessas sociedades fechadas e de seus asseclas, lançou as bases da “Nova Ordem Mundial” e da “Globalização”, concentrando e infiltrando seus interesses de poder no restante do planeta.


Para dividir e conquistar a humanidade, esse grupo oligárquico financiou os bolcheviques e seu regime de inaudito terror, ajudando a implantar o comunismo e a criar a chamada “bipolaridade do poder”, na verdade um sistema de domínio mundial compartilhado, totalmente controlado por esse bando de celerados.



Que, desde então, visando consolidar sua posição estratégica, tal oligarquia determinou aos seus agentes, políticos, intelectuais e “governantes” dos países “aliados”, que combatam duramente os militares e civis nacionalistas e as grandes religiões: o judaísmo, o islamismo e o catolicismo, de molde a quebrar as últimas resistências aos conceitos de fraternidade universal e de estado-nação para facilitar a criação de uma sociedade global inteiramente materialista e fiel à religião babilônica.


As grandes religiões monoteístas foram infiltradas por agentes desse grupo, na tentativa de torná-las servis a esse poder.


 Por isso, todas as religiões, indistintamente, trazem dissimulados em suas tradições símbolos e rituais pagãos desse culto satânico.

 A desmoralização do povo Judeu, cruel e mentirosamente associado a essa grande conspiração mundial pelo poder político, à implantação do bolchevismo e à ambição pelo poder financeiro, sempre foi promovida para camuflar os verdadeiros autores desses crimes contra a humanidade.

A  perseguição aos Judeus e o seus Holocaustos foram feitos em favor de seus mesquinhos interesses.


A divulgação de obras apócrifas e racistas, como os “Protocolos dos Sábios do Sião”, durante parte do Século XIX e todo o Século XX, falsamente atribuídas ao povo Judeu, hoje totalmente ilibado dessa infame acusação, foi feita propositalmente, para, dessa forma, esconder os seus verdadeiros autores.


Esses farsantes, forjadores de obras anônimas ou mentirosas como essa, destinadas a intrigar a Humanidade contra todo um povo inocente, hoje já estão perfeitamente identificados.



Esses mesmos facínoras, quando apontados 

ou confrontados com a verdade, procuram 
proteger-se escondendo-se atrás da religião 
ou do povo Judaicos e acusam seus 
detratores, com todas as forças e meios
 poderosos de que dispõem, de anti-semitas.
Para continuarem a promover seus interesses 
Para continuarem a promover 
seus interesses escusos eles se 
camuflaram no seio e no comando de todas as religiões.
http://mudancaedivergencia.blogspot.com/2010/11/poder-dominante-criacao-do-estado-de.html


O texto do Sombra revela muitos desses nomes e as religiões onde eles, respectivamente, se escondem.

Por isso, rivalidades entre elas e seus adeptos foram criadas artificialmente, de molde a dividir as pessoas, ao invés de uni-las, facilitando sua conquista e a imposição de suas vontades.



O magnífico padrão de vida dos Estados Unidos é ministrado, cuidadosamente, aos

americanos para que vivam felizes e se sintam superiores ao resto da humanidade, como se desfrutassem do paraíso terrestre, sem gerar problemas locais para a sede do Governo Mundial.



Esse padrão de vida americano foi construído e é engenhosamente ministrado por uma política econômico financeira gerida pelos doze bancos centrais privados que constituem o Federal Reserve

System, a fabulosa máquina de fazer dinheiro a partir do nada, ou melhor, de papel e tinta de impressão, transformando-o aos olhos de todos, pela mais pesada e sórdida propaganda, como a oitava maravilha do mundo, o maior e melhor objeto da cobiça e do desejo humanos.


Apesar da suposta e artificialmente criada rivalidade entre cristãos, judeus e muçulmanos, pessoas que se dizem membros dessas três religiões são sócias fraternas no comando do FED e sua máquina de fazer dinheiro e explorar a humanidade.


O maior acionista individual do Citibank (Um dos grandes bancos controladores do FED) é um membro da muçulmana Casa Real da Arábia Saudita, a maior fornecedora de petróleo para mover a chamada “máquina sionista de poder ”.


O magnífico patamar de riqueza e civilização implantado cuidadosamente nos Estados Unidos para que lá possa operar, sem sobressaltos, a “Máquina do poder”, é ”vendido” ao povo americano, pelo seu governo e pela grande mídia mundial, como resultado exclusivo de sua imensa “competência” e inegável “capacidade”, resultado da “democracia” e dos “valores do mercado”, e não o fruto de uma imensa conspiração que saqueia a riqueza mundial em benefício da Sede e da população desse governo mundial.
Pirâmide da desigualdade


O povo americano, em função da máquina de propaganda que exalta suas supostamente superiores capacidades intelectual e empreendedora, acredita, pia e ingenuamente, que quaisquer críticas ao modelo econômico que o beneficia, em detrimento dos demais povos, são fruto da inveja e do desejo de destruí-lo, estando, por isso, sempre a favor de ações bélicas contra seus supostos “inimigos”.

Essa versão falsificada da verdade destrói a auto estima dos povos espoliados, condenados à pobreza forçada ,como os brasileiros, e aumenta a alienação do generoso e cândido povo americano que, supondo-se o “eleito” para salvar e governar a humanidade, com seus valores de perfeição absoluta, aceita serena e patrioticamente a manipulação e a “ocupação alienígena” que vem sofrendo.  


Mesmo assim, a riqueza americana, como em qualquer outra parte do mundo, concentra-se cada vez mais nas mãos de poucos, os que já dominam e controlam totalmente o planeta e seus bem nutridos e remunerados agentes e asseclas, criando uma nova geração de americanos condenada, como

nós, à pobreza?? - Os outros povos do mundo (vejam o que fizeram com o Haití) são mantidos sob rígidas e inflexíveis políticas ditadas por “organismos multilaterais”, meros braços desse aparato globalizante, para que não possam se desenvolver, ombreando-se com os Estados Unidos. Sabem o porquê dessa estratégia?
http://mudancaedivergencia.blogspot.com/2010/08/haiti-nunca-teve-hipotese.html

Produção  destinada consumo externo
Que o destino
 final desses
 pobres, inclusive americanos, será  o 






“desaparecimento”, espécie de “solução final” desse novo fascismo de mercado”?



Engenharia Genética e os alimentos transgênicos serão os instrumentos dessa nova solução final contra a pobreza e a exclusão.

Todo esse aparato de poder é totalmente controlado e manipulado por membros e aliados de apenas Treze Famílias.


Os organismos administrativos de implantação do governo mundial são as chamadas “Agências Reguladoras Independentes”, encarregadas de transferir, na moita, o poder republicano, do povo, para o mercado.


Esse terrível sistema, por incrível que pareça, está sendo financiado pelos impostos públicos que cobrem as despesas e a independência desses terríveis núcleos do Estado Supranacional do Mercado, sobre quem o estado-nacional,dentro em breve, nada mais poderá fazer.


O cartel de bancos centrais americanos não pertence ao seu povo? Quem são os seus verdadeiros donos?
http://aguanectardivino.blogspot.com/2011/02/banco-mundial-leva-os-paises-seguir.html


Qual é o verdadeiro significado da badalada expressão “Banco Central Independente”?

Os Estados Unidos, a partir dos anos 20, passaram a possuir doze moedas diferentes, emitidas por cada um dos seus doze bancos centrais privados, embora muito parecidas, e com o mesmo nome.

  • Fala minha: Até Hitler se viu no direito de fabricar a moeda americana em "máquinas adquiridas"  motivo este da fúria de Rothschild contra os nazis-Hitler, fabricados por ele para derrotar  Stalin.
Todas as notas de dólar estão sendo modificadas e substituídas, pouco a pouco, para esconder as diferenças que as caracterizavam?

Apesar dessa maquiagem, você pode aprender a distinguir, mesmo nas notas novas, que banco emitiu cada uma delas.


Desde 1940, todos os Secretários de Estado americanos, menos um, e todos os Secretários de Defesa, sem exceção, foram membros de uma mesma sociedade secreta.

Os mais recentes presidentes do FED e dos Estados Unidos também são membros dessa mesma sociedade.

Bin Laden e seus mujahedin foram recrutados, treinados, financiados e empregados pela CIA.

Toda essa trama insidiosa e secreta faz do generoso povo estadunidense o mais enganado e explorado do planeta, digno de pena, apesar do elevadíssimo padrão de vida de que desfruta.

Foram os banqueiros de Wall Street os financiadores de Marx, Trotsky, Lênin, dos bolcheviques e da sangrentRevolução que derrubou a monarquia e assassinou cruel covardemente o Czar de todas as Rússias e toda a sua indefesa família, proclamando um governo comunista. Sabem porquê?

Quem governa, “realmente”, os Estados Unidos?

 Bill Clinton, um menino pobre, chegou a presidente dos Estados Unidos pela ajuda de homens poderosos e de sociedades secretas. Quem pagou seus estudos? Quem o levou para o centro de poder?

família Bush controla, há muitos anos, uma sociedade secreta, dentro da Yale University, que recruta e prepara jovens para assumir postos chaves na sociedade americana.
Royal Institute

O que une ou diferencia o Council on Foreign Relations, o Royal Institute of International Affairs, os Bilderberger, a Comissão Trilateral, o Diálogo Interamericano, o Consenso de Washington, a Sociedade Liberal de Mont-Pélérin.

Alguns de seus membros mais proeminentes e que funções públicas de grande destaque ocupam hoje.

Celso Laffer, Serra, Kassab
Itagiba,Israel Klabin,MincIsrael Klabin Prefeito RJ de 1979 a 1980


Hoje 2010...tudo mudou?
Lula foi durante vinte anos, Executivo de uma dessas sociedades mundialistas acima, junto com Fernando Henrique Cardoso, Henrique Meirelles (O Homem do BankofBoston) e Israel Klabin, primo do várias vezes ministro Celso Lafer.
[Imagem: Foto+090.jpg]
FHC no Centro...

Essas organizações fechadas, super-influentes nos Estados Unidos e no restante do mundo sempre foram mais noticiadas no “Pravda” do que no “New York Times.”

Royal Institute foi criado para perpetuar o poder britânico no mundo,inclusive nos EEUU.

Muitos autores denunciam terem os Rockefeller, os Warburg e os Morgan se tornado testas de ferro dos Rothschild nos EEUU.

A suposta democracia nos Estados Unidos, paradigma para o resto do mundo, é cada vez mais uma ficção.

Fernando Collor e Fernando Henrique Cardoso foram beijar a mão de um
 poderosíssimo empresário americano, 
assim que se elegeram presidentes do Brasil. 
Por que? Quem é 
e o que faz
 esse misterioso e poderoso chefão?


Assim que LULA tomou posse foi procurado 
por representante desse mesmo empresário para tratar de assuntos alimentares e do plantio de soja transgênica.


deformações transgênicos


Segundo boletim
 da Campanha
 Por um Brasil Livre de Transgênicos, 
o uso do glifosato, herbicida 
aplicado em transgênicos liberados,
 está perdendo a eficácia 
pois as plantas `invasoras` 
estão cada vez 
mais resistentes.


Esse é o motivo das empresas começarem a usar herbicidas ainda mais tóxicos, como o 2,4-D. Em 5 de fevereiro, um boletim da Frente Parlamentar da Agropecuária informou sobre a solicitação da Dow à CTNBio para conduzir testes de campo com soja transgênica tolerante ao 2,4-D.
Transgênicos Bayer
Transgênico Bunge/Monsanto
Esta substância é um dos componentes do agente laranja, usado na Guerra do Vietnã pelos Estados Unidos para desfolhar matagais é Extremamente tóxico, o herbicida é responsável pelo aparecimento de milhares de casos de câncer, doenças neurológicas e pelo nascimento de crianças deficientes no Vietnã 
[ foto acima ].

NOTE BEM!
O assunto aqui abordado é tão sério e as denúncias tão bem formuladas que bibliotecas públicas e privadas, americanas e européias, têm visitado a página e solicitado cópias desses artigos.

O maior contingente de visitantes estrangeiros à página deste Autor provém dos Estados Unidos, representando,sozinhos, mais de 5% dos acessos.

Todas essas denúncias e muitas outras contidas nos artigos aqui expostos tiveram enorme repercussão entre a intelligentsia brasileira, autoridades civis e militares, jornalistas, professores universitários, estudantes, parlamentares,mas a grande mídia, salvo algumas exceções, continua guardando silêncio sepulcral a respeito.

Coincidentemente, esses mesmos órgãos da imprensa e seus jornalistas patriotas, que se auto-proclamam exclusivamente preocupados com o bem-estar público e o interesse da nação brasileira, continuam apoiando as mesmas políticas nefastas que, há anos, vêm endividando e infelicitando a Nação e causando a miséria e a desgraça do povo brasileiro. - FINAL:

        Em 1938, o Sombra, cujo nome de batismo era Edward Mandell House, veio a falecer. Seus planos de formação de um governo mundial unificado, entretanto, jamais foram abandonados ou interrompidos por aliados, seguidores ou patrocinadores.
 Talvez o aspecto mais enigmático e curioso da fantástica história do Sombra é que, tendo ela ocorrido em solo da maior democracia liberal do planeta, os Estados Unidos, uma inédita e ainda pouco explicada associação de respeitados capitalistas, empresários e banqueiros, tenha financiado planos concebidos e executados por um assumido marxista, cujo objetivo final teria sido, nada mais nada menos, do que socializar os Estados Unidos.
 Em 1912, o Coronel House, bem ao seu estilo "low profile", escreveu um livro, sob a forma de romance ficcional, chamado Philip Dru: Administrador - A Story of Tomorrow, único documento do seu legado contendo idéias teóricas, onde ele defende uma "conspiração"(o termo é dele) através da qual ganharia o controle dos Partidos Republicano e Democrático e usaria a ambos como instrumentos da criação de governo mundial socialista. Assumiu, também, estar trabalhando pelo "socialismo como sonhado por Karl Marx" e defendeu a tese de que a economia mundial fosse gerida por uma oligarquia financeira anglo-saxônica e um ditador mundial servido por um "Conselho de Doze Homens Fiéis". O Coronel House, "amigo íntimo de homens internacionais famosos", deixou claro e patente que possuía sonhos realmente grandiosos. Entre estes, sobrepôs-se o da criação de uma Nova Ordem Mundial, dominada pelas finanças anglo-americanas, com ele próprio à frente, assumindo o papel do ditador propugnado em seu único livro. Para tanto, seria absolutamente necessário, em primeiro lugar, o colapso e a dissolução das monarquias da "antiga ordem".

Apesar do apoio incondicional que sempre recebeu de seus patrocinadores, maior do que qualquer outro homem na história da humanidade, O Sombra não viveu o bastante para ver realizados todos esses seus sonhos delirantes de poder. Porém, o generoso suporte financeiro dos banqueiros de Wall Street, conta-nos em voz baixa a história, que jamais faltou ou foi insuficiente para estimular os esforços revolucionários de Marx, Trotsky e Kerensky na derrubada de Nicolau II, o Czar de todas as Rússias, continuou fluindo, mesmo após a morte do Sombra, para a realização da fracassada utopia comunista na antiga União Soviética!!!

Qual seria, então, a explicação lógica para esse enigmático mistério, que juntou no mesmo jogo de influências e interesses, durante quase todo o Século XX, homens de negócios, políticos, intelectuais, idealistas, inocentes úteis, o "Manifesto Comunista", banqueiros capitalistas e revolucionários marxistas e leninistas...? Puro idealismo? Sonhos visionários de poder desmedido? Ambição irrestrita e desenfreada? Algum tipo de fervor determinístico ou transcendental? Ou, até mesmo, todos esses fatores combinados?

POST-SCRIPTUM

Na primavera de 1991, num artigo denominado “Muito merecida audiência para a Nova Ordem de Wilson", o jornal Washington Post, em artigo firmado pelo jornalista Edwin M. Yoder Jr., afirmava que já era hora do mundo dar o devido crédito ao Pres. Wilson e ao Coronel House como os verdadeiros autores da Nova Ordem Mundial e da Globalização.
(Por: Armindo Abreu)

6 comentários:

Márcia Regina disse...

Pois é querida amiga Marilda, até esse papa que vemos aí usando sua roupa bordada em fios de ouro é um deles. Qual não foi o sustão que levei ao descobrir o Vaticano judaizado. Até a que ponto chegaram os Khazares judeus askenazins(nômades das estepes que enriquecem por pilhagem), pindamonhamgaba! Por fim eu pergunto: Se eles já controlam todas as fontes de poder no mundo, político,econômico,cultural, religioso, de mída. O que é que "pobres mortais" como nós poderíamos fazer de eficiente contra eles? Reclamar, se indignar, espernear, não tá nem fazendo cosquinha. Temos os blogs gratuítos, não sei por quanto tempo porque as redes sociais já não são mais, e a censura sionista já se avança com seu escudo o anti-semitismo. O que é que vamos fazer, se enquanto nos matamos de trabalharmos para sustentarmos nossas famíliaa nas fábricas deles, para pagarmos os juros das casas bancárias deles, dos cartões de crédito deles,se eles nas suas sinagogas e porões das sociedades secretas tramam as melhores formas de drenarem as forças vitais e as riquezas dos povos que eles decidem pilhar?

Marilda Oliveira disse...

Querida e estudiosa Márcia. Temos neste mundo, a oportunidade de viver intensamente, mundo este repleto de privações, provações mas que no mesmo tempo nos dá a oportunidade do aprendizado e do aperfeiçoamento. Portanto, estamos no caminho certo;-pratiquemos estas regras básicas, e lhe digo com toda a certeza: outros mundos melhores, menos conturbados, mais humano, gentil, repleto de harmonia entre os seres existem. E quando estivermos preparados para partir possamos carregar a bagagem suficiente para que no retorno possamos realizar nossas intenções com muito mais amor, fraternidade e ensinamentos como doação.
Abraços Fraternos,
Marilda Oliveira
São Paulo-SP-Brasil

Márcia Regina disse...

Concordo em quase tudo com o artigo de Armindo, só não com a parte onde ele fala que "eles" não são judeus e sim adeptos do paganismo babilônico, pois eu digo que os orquestradores da Nova Ordem Munidial é a elite judaico sionista (a décima terceira tribo). Dizer que "eles" não são judeus e que se escondem no judaismo é só mais uma tentativa de aliviar pro lado deles(tentativa encomendada?). O que ele quer dizer com paganismo babilônico? Estudei a cabala Judaica e ela tem um "braço" só para os adeptos de alto grau onde demonologia, angeologia, conjurações, pactos, e rituais "mágicos" com sangue é uma constante, e tem tudo haver com o judaismo secreto(holocausto=sacrifício de sangue) inclusive isso é bíblico, a família do Abraão pertencia a um clã cuja crença onde sacrificar o primogênito era visto com normalidade e até um ato de "graça" e contato com o "Deus" altíssimo. Judaismo que o mundo(massa) conheçe nada ou pouquíssimo tem haver com o judaismo secreto(criptojudaismo) que tem rituais macabros e é este que é praticado nas sociedades secretas judaicas americanas, inglesas e francesas e não tem nada haver com o paganismo balilônico, a menos que os Macabeus(nobreza sacerdotal que controlava o templo de Jerusalém) tenha criado seu judaismo justamente com base nas crenças balilônicas enquanto esteve confortavelmente "cativa" até voltarem e instituírem o judaismo organizado e depois fugirem para o ocidente Irlanda/Inglaterra e sul da França, e o judaismo que o mundo conheçe é só um disfarce para esconder o judaismo secreto que se manteve intacto e se desenvolveu nas catacumbas e subterrâneos de castelos e mansões e somente entre as elites européias(eles têm uma verdadeira compulsão por linhagens= via casamentos endogâmicos). Portanto é absolutamente sim, a elite judaica sionista(Israelita)quem está por trás da maior conspiração global. Sugiro a leitura de um livro raro de se encontrar porque foi proibido cujo autor Arthur Koestler(curiosamente um judeu honesto e corajoso) foi assassinado(envenenado) pelos sionistas, o livro dele se chama A Décima Terceira Tribo.

Marilda Oliveira disse...

Grata Márcia pelos esclarecimentos que eu desconhecia. Tem sentido suas colocações principalmente quanto a colocação de Armindo:A desmoralização do povo Judeu, cruel e mentirosamente associado a essa grande conspiração mundial pelo poder político, à implantação do bolchevismo e à ambição pelo poder financeiro, sempre foi promovida para camuflar os verdadeiros autores desses crimes contra a humanidade,inclusive quando Armindo inocenta os judeus pelos Protocolos dos Sábios de Sião. É estranha estas colocações para Armindo um historiador que conhece bem a origem da expropriação brasileira.

Anônimo disse...

Diante destas explicações sobre toda esta máfia que domina o nosso planeta, digo só uma coisa, ainda bem que existe a morte, ainda bem que não somos eternos. Já pensaram se esta mafia fosse de homens eternos e a morte não os atingissem, muitos deles já se teriam proclamados deuses. Paulo Luiz Mendonça.

Marilda Oliveira disse...

Murdoch/Israel: Do que ninguém fala
Já se começa a dizer que Murdoch controla, há no mínimo 20 anos, todo o sistema político dos EUA e da Grã-Bretanha. Tem poder para eleger e derrubar líderes nacionais, escolher políticas, aprovar leis. De onde vem tanto poder? Sabe-se hoje que vem de espionagem, gravações clandestinas, invasões de telefones e e-mails, suborno de autoridades e muita propaganda. Sim, mas... a serviço de que agenda?
Leiam...
http://redecastorphoto.blogspot.com/2011/07/murdochisrael-do-que-ninguem-fala.html?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed:+redecastorphoto+(redecastorphoto)