sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

"Grande Caribe": "corredor ecológico" ou, "corredor triplo A" a geopolítica ameaça à Amazônia e à integração da América Latina via Calha Norte

Corredor "Ecológico" Proposta levada pelo Presidente Santos para CPO21 em Paris.  É o grande  ‘projeto’ de união, patrocinado pela oligarquia financeira internacional, através da ONU, e administrada dentro do Brasil pelo Foro de SP. , com objetivo mentiroso de salvar o mundo do aquecimento climático.

Atentos para o perigo: O objetivo da assinatura de um acordo entre a Colômbia, o Brasil e a Venezuela – na COP-21, a Conferência Climática das Nações Unidas, em Paris,  – para criar o corredor "ecológico" "Corredor triplo A" (de ecológico não terá NADA!) e aprovar um plano de ação de cinco anos para a sua consolidação,... Este plano é divulgado em toda imprensa internacional e aqui no Brasil a repercussão não existe[5]. 
Seria de bom alvitre que houvesse uma mobilização para deter esse insidioso projeto – antes que ele se torne fato consumado.
A geopolítica do "Grande Caribe": ameaça à Amazônia e à integração da América do Sul.
O Brasil terá que mudar, com urgência, a sua política para a Amazônia, se quiser manter a sua soberania sobre a região, a médio prazo. A silenciosa ocupação internacional da região, por intermédio da imposição de imensas reservas indígenas e florestais, como parte de uma política essencialmente controlada pelo aparato ambientalista-indigenista internacional, especialmente, nas áreas de fronteira com a Colômbia, Venezuela e Guianas, pode passar rapidamente a ações de ocupação efetiva, com o propósito de controlar os recursos naturais da região – diretamente ou impedindo a sua exploração soberana pelos brasileiros.
ELES NÃO QUEREM O CANAL, ELES QUEREM OS MINERAIS RIQUÍSSIMOS QUE EXISTE NA EXTENSÃO DO CANAL. SÃO OS DESTRUIDORES DA HUMANIDADE, DA NATUREZA.
Resultado de imagem para Calha Norte da Amazônia brasileira
BRASIL PAÍS DOS GOVERNANTES INCOMPETENTES, QUE SE DEIXARAM LEVAR PELO grande  ‘projeto’ de união, patrocinado pela oligarquia financeira internacional, através da ONU, e administrada dentro do Brasil pelo Foro de SP.

Estiveram presentes à cerimônia de assinatura do "falso" acordo de paz quando o plebiscito popular colombiano  disse não!  o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, e os presidentes de diversos países latino-americanos, bem como o chanceler da Noruega(financia as ONGs), esse país europeu e Cuba, além da ONU, foram os mediadores das negociações oficiais, que se iniciaram em 2012. 
Resultado de imagem para QUITO  ACORDO DE PAZ NO MOSTEIRO DOS JESUÍTAS
Vejam no convite abaixo organizado pelo Foro de SP, os conselhos populares reunidos pela tomada do Brasil.
A comitiva oficial: Integram o Grupo de Amigos do Brasil para a "falsa" Paz na Colômbia (FARC membro do Foro de SP), além da deputada Jô Moraes(PT), o professor Marco Aurélio Garcia(criador,diretor do Foro de SP), o senador Aloysio Nunes Ferreira(PSDB) ex-guerrilheiro e motorista do terrorista Marighela, o embaixador Antonino Mena Gonçalves(embaixador do Brasil na Colômbia) , Rosita Milesi(Diretora do Instituto Migrações e Direitos Humanos, irmã Scalabriniana, advogada, Membro do Setor Mobilidade Humana da vermelha, comunista CNBB) , os professores Paulo Sérgio Pinheiro(Direitos Humanos PNDH de FHC e Ivan Marques de Toledo(reitor UnBe jornalista Clovis Rossi(esquerdista da Folha SP).
Resultado de imagem para Fundação Gaia na Colômbia
FINANCIA: A a ONG britânica Gaia Internacional filial colombiana é Fundación Gaia, VISA SUBTRAIR TERRITÓRIOS conforme as diretrizes N.04[1]. 

FURTO AMBIENTAL DE SANTOS PRESIDENTE DA COLÔMBIA, ALEGANDO  VERGONHOSAMENTE, QUE O CORREDOR "ECOLÓGICO" LIGANDO ANDES AO ATLÂNTICO CORTANDO A AMAZÔNIA,  SERÁ PARA SALVAR O AQUECIMENTO CLIMÁTICO. E O QUE FAZ SARNEY FILHO MINISTRO DO 1/2 AMBIENTE?
Luftaufnahme Brasilien Xingu Fluss AmazonienKarte Umweltkorridor Südamerika Kolumbien Venezuela Brasilien Englisch
Mentira anunciada: O corredor "ecológico" tomando 1,35 milhão de quilometros quadrados da amazônia servirá para abrir do Andes ao Atlântico. corredor para atender o "Grande Caribe", narcotráfico.
Juan Carlos Fernández, director ejecutivo de la Organización comentó que el corredor ecológico marino venezolano, forma parte del Proyecto “Islas del Caribe Sur: Patrimonio Natural de la Humanidad” que impulsa Fundación Caribe Sur ante la Unesco desde 2004, con el apoyo de organizaciones de Aruba, Curazao, Bonaire, Panamá, Colombia, Venezuela, Trinidad y Tobago. [12]
Imagem relacionadaImagem relacionada
“Islas del Caribe Sur”: una perspectiva desde Venezuela[8]
O presidente da Colômbia, Manuel Santos, anunciou o plano para estabelecer a maior área protegida do mundo, cobrindo uma área quase quatro vezes maior que a da Alemanha, área equivalente a 3,7 vezes o estado de São Paulo!  absorvendo as maiores jazidas minerais do mundo no Brasil na cabeça do cachorro(seis lagos) e na reserva Yanomani Brasil[5].
Mapa esquemático do “Corredor Triplo A” (Fundación Gaia Amazonia)
Fundação Gaia e monitoramento internacional da Amazônia

O “Corredor Triplo A”  ou "ecológico"(de ecológico não tem nada é para subtrair territórios ricos, solo rico) não é uma ideia original do governo colombiano. De fato, este apenas adotou como iniciativa diplomática a proposta do antropólogo Martín von Hildebrand, diretor fundador da Fundación Gaia Amazonas e apresentado como “especialista na proteção da diversidade biocultural”. Em uma entrevista à rede alemã Deutsche Welle, ele apresentou a proposta, falando como se ela já estivesse em andamento:
Henry Kissinger da cabala sionista, quando, ainda, Secretário de Estado dos EUA, ao afirmar que:  “Os países industrializados não poderão viver à maneira como existiram até hoje, se não tiverem à sua disposição os recursos não renováveis do planeta...... Para tanto, terão os países industrializados que montar um sistema mais requintado e eficiente de pressões, de constrangimentos, garantidores de consecução do seu intento.”  Kissinger referia-se, em tese, a todos os países periféricos, garantidores do nível de vida dos países centrais e  foi específico em relação ao Brasil e à nossa Amazônia.
Hildebrand, que nasceu em Nova York ""mas é naturalizado colombiano"", foi diretor de Assuntos Indígenas no governo do presidente Virgílio Barco (1986-1990) e desempenhou um papel de grande relevância durante as negociações da Convenção 169 sobre Povos Indígenas e Tribais em Países Independentes da Organização Internacional do Trabalho (OIT), nas quais representou a Colômbia. A partir de 1990, tornou-se militante em tempo integral do aparato indigenista internacional, com a criação da Fundación Gaia Amazonas (FGA). A fundação é um braço da Gaia Foundation, estreitamente vinculada à Casa de Windsor, a família real britânica. O seu principal executivo, Edward Posey, foi treinado como piloto militar na Real Força Aérea (RAF) e recebeu a Ordem do Império Britânico (OBE) em 2007, por seus serviços à própria Fundação. No sítio da Fundação, a sua “missão” é assim definida:
Os Globalistas e a tomada de território
Como é praxe entre as ONGs que operam no topo da agenda do aparato ambientalista-indigenista internacional, a FGA funciona com doações de órgãos governamentais de países industrializados da América do Norte e da Europa, além de uma pletora de fundações privadas. Entre os seus beneficiários, encontram-se: Comissão Europeia; Global 2000; governo da Áustria; Ministério de Relações Exteriores da Dinamarca; Sociedade Sueca para a Conservação Natural; Embaixada dos Países Baixos na Colômbia; Agência Sueca de Desenvolvimento Internacional; Inter-American Foundation; Global Environment Fund; Skoll Fondation; Gordon and Betty Moore Foundation.  A FGA integra a Rede Amazônia de Informações Socioambientais Georreferenciadas (RAISG), formada por ONGs do Brasil, Peru, Equador, Colômbia e Venezuela. No Brasil, os seus membros mais notórios são o Instituto Socioambiental (ISA) e o Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon). No sítio da RAISG, a missão da ONG é definida da seguinte maneira: Essa Rede recebe financiamento com doações, principalmente, das fundações Ford, Gordon and Betty Moore e Rainforest (Noruega). O principal objetivo dessa Rede, desde a sua fundação, em 1996, é estimular e possibilitar a cooperação entre instituições que já trabalham com sistemas de informações socioambientais georreferenciadas na Amazônia.
Caso o governo brasileiro se deixe enredar pela proposta colombiana, seguramente, irá agregar um enorme fator adicional de dificuldades para a já complicada formulação de políticas de desenvolvimento para a Amazônia. Em lugar de iniciativas delirantes como o “Corredor Triplo A”, a região precisa urgentemente é de iniciativas de infraestrutura que proporcionem uma sinergia de esforços para o desenvolvimento compartilhado das suas populações, como ligações hidroviárias e ferroviárias transcontinentais. Por isso, se a proposta for concretizada, o destino das populações amazônicas passaria a ser determinado por aquele insidioso aparato internacional de “poder suave” a serviço da agenda geopolítica das potências hegemônicas do Hemisfério Norte.
Dilma homologou reservas "indígenas" na região das maiores jazidas minerais do mundo: O  “Corredor Triplo A” !!! ou "Corredor Ecológico" terras que contínuas, com poucos índios( ue índios são esses?) deixarão de pertencer ao Brasil para pertencer a quem se apoderar pelo corredor.
- Vejam no mapa abaixo, a maior reserva indígena  homologada por Dilma em abril/15 fica na divisa com a Colômbia (Farc) e Venezuela (Maduro), a reserva cercará a região dos Seis Lagos em S.Gabriel da Cachoeira observem no topo do mapa abaixo,  acima de Japurá,  a cabeça do cachorro é ali, rica em nióbio, urânio, ouro, esmeraldas, terras raras,... as maiores jazidas do mundo, para quem?  Seria a liberação das FARC mediante o falso acordo de Paz negociado por Cuba e firmado pelo  presidente da Colômbia Santos para acontecer o "Corredor Triplo A"?? [2]
Resultado de imagem para mapa cabeça do cachorro AM
Dilma homologa novas reservas indígenas (comentário:dentro do corredor "ecológico" doando aos globalistas internacionais, ONU  administrado pelo Foro de SP,... a maior reserva brasileira de minérios do mundo.)
Em outra frente, o aparato indigenista aproveitou a oportunidade proporcionada pela atual fragilidade política do governo e pressionou a presidente Dilma Rousseff, para acelerar a homologação de três terras indígenas. Duas delas, Mapari e Setemã, nos municípios de Fonte Boa, Japurá, Tonantins, Borba, e Novo Aripuanã, no Amazonas, e fecham a fronteira com a Colômbia, situando-se dentro do “Corredor Triplo A”. Tratam-se de processos antigos, mas a ocasião coincidiu com a “moratória” de 60 dias outorgada pela Câmara dos Deputados para a votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 215 (comentário: aonde tem reserva indígena tem o apoio do entreguista Senador por Roraima Romero Jucá afilhado de Sarney), que transfere ao Congresso Nacional a prerrogativa de demarcação de terras indígenas, até agora competência do Executivo.
Não é coincidência que tais planos contemplem uma cobertura de toda a Calha Norte da Amazônia brasileira, região visada pelos poderes oligárquicos europeus desde os primeiros tempos da colonização do continente  pelos portugueses e espanhois.
Resultado de imagem para mapa do Caribe com Brasil
http://www.keyword-suggestions.com/bWFwYSBkYSBhbWVyaWNhIGNlbnRyYWw/
A geopolítica do "Grande Caribe": ameaça à Amazônia e à integração da América Latina

Fonte pesquisa::
http://msiainforma.org/corredor-triplo-a-para-consolidar-internacionalizacao-e-engessamento-da-amazonia/ 
[1]http://mudancaedivergencia.blogspot.com.br/2014/05/diretrizes-no-4-ano-0-do-conselho.html
[2]https://pt.wikipedia.org/wiki/Jos%C3%A9_Lutzenberger 
[3]http://www.paznocampo.org.br/Blog/popposts.asp?id=117
[4]http://gaiaamazonas.org/
[5]http://www.dw.com/en/planning-the-worlds-largest-protected-area/a-18271572
http://mudancaedivergencia.blogspot.com.br/2017/02/farc-falso-acordo-de-paz-governo.html
[6]http://mudancaedivergencia.blogspot.com.br/2017/02/lutzenberger-criou-fundacao-gaia-1-no.html
[7]http://www.marcosdearaujo.com.br/component/content/article/2-noticias/323-corredor-triplo-a-para-consolidar-internacionalizacao-e-engessamento-da-amazonia
[8]http://revistaparques.net/2013-2/articulos/el-proyecto-transfronterizo-corredor-ecologico-islas-del-caribe-sur-una-perspectiva-desde-venezuela/
https://gz.diarioliberdade.org/brasil/item/31257-quem-e-michael-j-eddy-diretor-da-usaid-no-brasil.html
[9]Tradução: Graça Salgueiro  MSM   http://revistacalibre.blogspot.com.br/2014/02/venezuela-e-brasil-paises-onde-o.html
[10]https://noticiasmilitares.blogspot.com.br/2012/01/discurso-feito-pelo-vereador-werner.html

Discurso feito pelo Vereador WERNER REMPEL - PPL na Câmara de vereadores de Santa Maria (RS)

[11]http://mudancaedivergencia.blogspot.com.br/2017/02/nicolas-maduro-e-colombiano.html
[12]http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40141993000100006

Nenhum comentário: