domingo, 30 de janeiro de 2011

Atenção Bloqueiros! União européia te desconectará da rede

Click na imagem para saber mais

28/01/2011


Em Abril termina nosso prazo


União européia te desconectará da rede,
se você postar qualquer coisa que fira a ordem e
vá contra o poder vigente.

Já baixaram leis e diretrizes para com a nossa alimentação - suplementos alimentares (Codex Alimentarius), com os medicamentos naturais (versos os sintéticos das farmácias) – nossa saúde física - e agora com a informação na WEB – nossa saúde mental pois precisamos deinformaçãoconectividade, mais que qualquer outra coisa nesse momento

A liberdade de expressão está no fim ou pelo menos cerceada. Estamos com as mãos atadas – temporariamente. Daremos um jeito de virar a mesa. Sempre temos uma saída.

O fato é que estou correndo com o que tenho que expor aqui. Vou acelerar minha informação daqui para frente. Peço que os amigos Blogueiros, façam o mesmo.

Perceba que nossa maior fonte conhecimento sobre tudo que está surgindo vem da Europa. Eu faço minhas pesquisas de fontes daRomênia, França, Alemanha, Inglaterra... e tudo isso será bloqueado, sem aviso prévio.

Já sabíamos que essa armação do Wikileaks era a peça fundamental para que eles pudessem ter um “motivo”, (mesmo que sem cabimento) para cortar nossa fonte, nossa troca acelerada de mensagens.

Tudo está seguindo conforme a AGENDA. Eles sabem que terão que evitar de alguma forma que mais e mais humanos despertem antes doBUUUM!

A nova lei que será aprovada (sem sombra de dúvida em abril) estipula que "qualquer cidadão da UE (por enquantopode ser desconectado da Internet no provedor de rede se postar em site, blog ou em qualquer outra forma de informações ou referências, que possam ser consideradas ofensivas para o Estado ouqualquer pessoa ou grupo de pessoas (...)

Os meios eletrônicos de informação utilizados serão suspensos ouexcluídos pelo operador de hospedagem.

Essa imagem eu montei
Resumindo: o indivíduo que for contra oEstado ou contra as ações de um grupo de pessoas teráacesso limitado à rede, ou mesmo proibido temporária ou permanentemente a ela.

Caso você publique algo que eles julguem “ofensivo” postado emcomentários de sites de terceiros, aqueles quepossuem estes sitesserão obrigados aapagar as mensagens ou imagens postadas

Já viu que eu dancei nessa, pois muitas imagens eu mesma monto...

Isso não é tudo. O cidadão estará sujeito à legislação em vigor por difamação e calúnia, violação das leis etc. De acordo com cada paísindividualmente.

A internet nos foi dada pelos positivos como um meio rápido de expressão livre e dinâmica para acelerar nosso despertar, nossa evolução, e isso eles não esperavam...

Assim como um veneno pode nos matar, o mesmo veneno também pode nos curar. Essa é a lei do universo – o equilíbrio sempre – e essa eles não esperavam...

laura botelho

Antiteísmo Portal
E eu reforço esse alerta . Como eu já havia desconfiado e falado Wikileaks é uma farsa sionista ao modo do 11 de setembro(tudo o que eles precisavam para "justificar"o ataque ao Iraque). O Wikileaks é tudo o que eles precisavam para acabar drasticamente com a liberdade de expressão na net. O maior indício disso é o fato de não ter vazado nadica de nada dos documentos secretos de Israel . Por que será né..

Creio que para aqueles que sabem dos bastidores do mundo, sendo desnecessário uma grande explicação, e  só para relembrar: o óbivo poder imperialista sionista agindo.

3 comentários:

Márcia Regina disse...

Infelizmente, os mesmos que implantaram a Ditadura no Brasil, agora, graças ao seu poder absoluto pelo capital, implantarão a Ditadura Global.

Globo, sionismo e ditadura tudo a haver!

Marilda Oliveira disse...

Sim Márcia são os mesmos...Dirigido pela delegação brasileira, chefiada pelo “antigo” marxista revolucionário Luiz Inácio “Lula” da Silva, a ONU está defendendo um novo regime de Internet e os membros que apoiam este plano inclui alguns dos governos mais despóticos da terra. Entre eles: China comunista e as ditaduras islâmicas da Arábia Saudita e Irã. Outros países que apóiam a idéia são a Índia ea África do Sul.
“O progresso não apoiou o crescimento dos países em desenvolvimento em questões relacionadas à política de Internet”, disse o representante da ditadura, Mohammed Hussain Nejad. “Os países desenvolvidos monopolizam a formulação de políticas sobre questões como tratados mutuamente exclusivos, enquanto marginalizam ainda mais os outros países, principalmente os em desenvolvimento.” “[Estes governos] não gostam da idéia de livre fluxo de informações e o controle governamental.
O governo brasileiro, que está encabeçando o movimento para a censura. O Departamento de “Homeland Security” apreendeu sites pelo que chamaram “violações de direitos autorais” sem nenhuma prova, e sem ter processado os alegados autores desses crimes nos tribunais. Enquanto isso, a Comissão Federal de Comunicações está trabalhando febrilmente sobre a aprovação e aplicação de normas inconstitucionais que penalizam Internet – tradicionalmente livre e aberta – sem sequer obter a aprovação do Congresso.
A internet permitiu a criação da “sionista” WikiLeaks, enquanto que a FCC está mais preocupada com mídia conservadora na Internet que minam as tentativas do governo para controlar a notícia através de sua mídia corporativa”, escreveu o jornalista e escritor Jerome Corsi. “O que está em jogo é o futuro dos direitos electrónicos e a liberdade de expressão. Governos de todo o mundo percebem que eles têm menos controle sobre a mídia alternativa e críticas podem operar livremente na internet. “Ele concluiu explicando que” as Nações Unidas estão preocupadas com a Internet porque não podem controla-la. “
Mary Bono Mack, apresentou uma resolução que condena os esforços da ONU. “[A] Internet progrediu e prosperou precisamente porque não foi submetida à mão pesada e sufocante de uma organização governamental. As Nações Unidas tentam controlar algo tão fundamental para nossa economia – como a Internet – é ofensivo e totalmente fora de lugar “, disse ele na introdução do projeto. “É dificil o suficiente tentar controlar a Comissão Federal de Comunicações e de suas iniciativas na internet, imagine ter de convencer os governos, como Síria, Irã e Venezuela …
Os tiranos de todas as variedades percebem que uma Internet livre é uma ameaça ao seu controle, por isso não é necessariamente surpreendente que direcionem esforços para regular e censurar. O que é ainda mais alarmante, porém, é a falta de protesto sério no “mundo livre” – que até agora está trabalhando em seus próprios sistemas a nível nacional e internacional para pôr fim ao que poderia ser a última esperança da liberdade de expressão sem censura em todo o mundo.
Para que a liberdade sobreviva e se expanda no mundo, as pessoas devem opor os planos dos tiranos e seus parceiros internacionais para continuar com esse pesadelo.
Mídia, sionismo e ditadura tudo a haver!

Marilda Oliveira disse...

Não adianta nada brigarmos por inclusão digital se não tivermos liberdade de conteúdo e expressão.