sexta-feira, 10 de junho de 2016

A Cia nascida da escola de Frankfurt, frustou, a Operação Condor

Jamais os militares deveriam ter criado o AI5 A "Anistia aos presos políticos"
A Operação Condor foi uma aliança estabelecida formalmente, em 1975, entre as ditaduras militares da América Latina. O acordo consistiu no apoio político-militar entre os governos da região, visando perseguir e prender os comunistas que infiltrados,  se opunham aos regimes autoritários. Na prática, a aliança apagou as fronteiras nacionais entre seus signatários para a repressão aos adversários políticos. fizeram parte da aliança: Argentina, Bolívia, Brasil, Paraguai e Uruguai. Nos anos 1980, o Peru, então sob uma ditadura militar, também juntou-se ao grupo. Em 1975, o chefe da polícia secreta chilena, Manuel Contreras, voltando de uma viagem aos Estados Unidos, coordenou a primeira reunião da Condor em Santiago de Chile, onde participaram dois enviados brasileiros com aval do General Ernesto Geisel e do então chefe do SNI (Serviço Nacional de Informações), João Baptista Figueireido “A ideia que o Contreras tinha era criar uma Interpol contra as organizações guerrilheiras, contando com o mesmo tipo de coordenação usadas pelas policias para atuar rapidamente.
Ditadura Militar: Um mal necessário por Marco Aurelio Méllo
https://www.youtube.com/watch?v=83tscv7ucCI 

A Cia truncou os objetivos da Condor em conter o avanço do comunismo, 

A Escola de Frankfurt foi fundada por Felix Weil, filho de um milionário comerciante de grãos. Seguindo as idéias de Karl Korsch de que para alcançar a utopia marxista seria necessário destruir o Estado, a Escola de Frankfurt observou que as bases do Estado burguês eram culturais: as artes, a religião, a família, a filosofia, o direito e as instituições intermediárias, que são a escola, a igreja e a família. Para desmantelar o Estado, seria necessário desmantelar essas bases.

Escola de Frankfurt “terminou” em 1933 quando Hitler ascendeu ao poder.  — nos anos 60, Marcuse tornou no "Grand Old Man" da "Nova Esquerda", e a par com o seu colega Wilhelm Reich, o principal ideólogo da "revolução sexual". Bolton documenta como o aborto, o homossexualismo, o feminismo, a música psicadélica e a arte degenerada foram fomentadas pela CIA e largamente financiadas pelo Grande Capital e pelas organizações com isenção fiscal tais como a Ford, a Carnegie e a Rockefeller. Quando isso aconteceu, todo este grupo de académicos Judeus Comunistas, e de forma irónica, transladou-se da capital financeira da Alemanha para a capital mundial do capitalismo, Nova York. Em 1944, com a derrota  iminente da às evidências apresentadas pelo FBI, General William “Wild Bill” Donovan, o chefe do OSS declarou: Eu sei que eles são Comunistas. É por isso mesmo que eu os contratei.  "Eu seria capaz de colocar Estaline na folha de pagamentos da OSS se isso nos ajudasse a vencer Hitler" (1). Aí, o Instituto Frankfurt exilado foi recebido pela Columbia University. Membros proeminentes como Herbert Marcuse e Franz Neumann passaram os anos 40 dividindo o seu tempo entre as prestigiosas universidades Ivy League e a  "Office of Strategic Services", que mais tarde se tornou na CIA (Central Intelligence Agency). A Cia marxista  também envolvida no assassinato de J.Kennedy.
  1. O que foi a Escola de Frankfurt? Bem, nos dias que se seguiram à Revolução Bolchevique na Rússia, acreditava-se que a revolução do proletariado iria varrer a Europa e, eventualmente, chegar aos Estados Unidos. Mas isto não aconteceu. Mais para o final de 1922, a Internacional Comunista (Comintern) começou a considerar as lições que se poderiam extrair disto e sob iniciativa de Lenine, decorreu um encontro no Instituto Marx-Engels em Moscovo. O propósito deste encontro era o de esclarecer, e dar efeito concreto, à revolução cultural Marxista. O Marxismo Cultural é a táctica primária da esquerda militante. Escola de Frankfurt  eles desenvolveram tácticas que visavam a implementação da revolução comunista;
  2. Quando a União Soviética finalmente foi desmantelada, as mesmas forças não perderam tempo para avançar com a sua antiga ideia dum governo global que tornaria o mundo seguro para a exploração financeira, criaram o Fôro de São Paulo para orquestrar os governantes que sem caráter, formaram quadrilhas organizadas dentro do poder desviando o erário, corrompendo as instituições;
  3. Hoje, de acordo com o jornalista investigativo John Dinges, a melhor ferramenta nesta questão é a guerra de informação, que os EUA está praticando com êxito. A Operação Condor outra vez em uma escala maior, com mais recursos do que há 40 anos”.
Entendendo o pensamento de esquerda: de Kant a escola de Frankfurt
https://www.youtube.com/watch?v=-xeuOw2KMg4

 -[1] Mitchell, Susan. Icons, Saints, and Divas. Australia: HarperCollins, 1997.
Smith, Richard Harris. 1972. OSS: The Secret History of America’s First Central Intelligence Agency. Connecticut: Lyon s Press, 2005.


Nenhum comentário: