sexta-feira, 1 de abril de 2016

Bertin, fusões, Daniel Dantas, Friboi, Lula, Cade, BNDES, nasce o maior frigorífico mundial responda-nos Gilmar Mendes, presidente do STF quem fornecerá os bois?

A JBS-­Friboi comprou o Bertin? Foi uma fusão? Quem controla quem? Quais são as implicações para os outros segmentos da cadeia? A especulação tem sido grande acerca desse assunto. A Scot Consultoria esteve no Interconf, onde algumas informações foram divulgadas. Na verdade, o que importa é o seguinte: a operação consiste em uma fusão entre empresas. A JBS-­Friboi fica com 52% da holding, o Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) fica com 27%, o Bertin com 10% e o restante pertence a acionistas minoritários. Além disso, o Bertin ainda participa da gestão e entra com outras empresas que fazem parte da sua administração, entre elas, os frigoríficos, o curtume Bracol, a Vigor, seus confinamentos e demais segmentos. A preocupação gira em torno do desdobramento dessa operação. De acordo com pesquisa da Scot Consultoria, levando em consideração as principais indústrias do país (entre plantas ativas, inativas e paralisadas), a JBS-­Friboi é responsável por 21,8% dos abates (o que não significa a capacidade de abate total). O grupo Bertin é responsável por 17,3% e a fusão gerará um gigante capaz de abocanhar 39% do abate dos grandes frigoríficos. O Brasil possui mais de 750 plantas frigoríficas em funcionamento, sendo que mais de 100 dessas unidades pertencem aos maiores grupos. Segundo a Abrafrigo (Associação Brasileira de Frigoríficos) 90% da carne exportada é processada por esses grupos e 35% do mercado interno também é abastecido por eles. Para os pequenos grupos frigoríficos, o desempenho poderá ser prejudicado em função da concentração. Como ficará o preço da carne para o varejo? Para o fazendeiro, a notícia não é bem ­vinda: se a concorrência diminui, o preço da arroba perde sustentação. Na outra ponta, a fusão significa consolidação no mercado. Para o fazendeiro, maior confiança em termos de segurança de recebimento (será?). Para o comprador de carne doméstico e internacional, segurança da entrega e padronização, em função do volume. O governo também gosta.  É menos gente para fiscalizar[5].
 — em 2009 Gilmar Mendes afirmou de que o sistema judiciário brasileiro é um “manicômio”. E foi Gilmar Mendes quem deu início a lavanderia da carne no Brasil quando junto com seu irmão Chico Mendes prefeito em Diamantino MS  surgindo dai, a clã da carne em parceria com Blairo Maggi e é lógico, com o erário do BNDES surge a Friboi.
No que as Instituições pretendem transformar o Brasil? Vemos as mesmas tramas se repetirem frente a um STF absolutamente aparelhado ao governo corrupto.

Se quiserem ler as perguntas em sequência, relato abaixo no final [1]. 
Se quiserem ler como a Bertin surgiu, e a farsa que chegou o escândalo da carne e frigoríficos no Brasil [2]

À seguir, relato as principais perguntas a Gilmar Mendes relacionada com o Caso Bertin, FriBoi, Hoje Holding J&F no comando Henrique Meirelles, às perguntas com (*) são minhas.

Responda Sr. Gilmar Mendes:
1ª O sr. sabe algo sobre o “assassinato” de Andréa Paula Pedroso Wonsoski, jornalista que denunciou o seu irmão, Chico Mendes, por compra de votos em Diamantino, no Mato Grosso?
2ª Qual a natureza da sua participação na campanha eleitoral de Chico Mendes em 2000, quando o sr. era advogado-geral da União?
3ª Qual a natureza da sua participação na campanha eleitoral de Chico Mendes em 2004, quando o sr. já era ministro do Supremo Tribunal Federal?
4ª Quantas vezes o sr. acompanhou ministros de Fernando Henrique Cardoso a Diamantino, para inauguração de obras? 
5ª O sr. tem relações com o Grupo Bertin, condenado em novembro de 2007 por formação de cartel? 
6ª O sr. tem alguma idéia do porquê das mais de 30 ações impetradas contra o seu irmão, ao longo dos anos, jamais terem chegado sequer a primeira instância?
8ª O sr. tem algo a dizer acerca da afirmação de Daniel Dantas, de que só o preocupavam as primeiras instâncias da justiça, já que no STF ele teria ”facilidades” ?
9ª  O sr. conhece alguma Suprema Corte do planeta que haja concedido a mesma pessoa dois habeas corpus em menos de 48 horas como os que o Sr. concedeu a Daniel Dantas?
10ª O segundo habeas corpus que o sr. concedeu a Daniel Dantas foi posterior à apresentação de um vídeo que documentava uma tentativa de suborno a um policial federal. O sr. não considera uma ação continuidade flagrante de suborno uma obstrução de justiça que requer prisão preventiva?
12ª Por que o sr. se empenhou no afastamento do Dr. Paulo Lacerda da ABIN?[3]
13. Por que o sr. acusou a ABIN de grampeá-lo e até hoje não apresentou uma única prova? A presunção de inocência só vale em certos casos?
14ª Já apareceu alguma prova do grampo que o sr. e o Senador Demóstenes denunciaram? Não há nenhum áudio, nada?
16ª O sr. tem alguma ideia de por que a Desembargadora Suzana Camargo, depois de fazer uma acusação gravíssima – e sem provas – ao Juiz Fausto de Sanctis que cuidava do caso, pediu que a “esquecessem” ?
18ª O sr. afirmou que iria chamar Lula “às falas”. O sr. acredita que essa é uma forma adequada de se dirigir ao Presidente da República? O sr. conhece alguma democracia onde o Presidente da Suprema Corte chama o Presidente da República “às falas”? 
23ª O sr. mantém a afirmação de que o sistema judiciário brasileiro é um “manicômio”?
24ª Por que o senhor se opôs à investigação das contas de Paulo Malufno exterior?
pergunto:
 Foi o presidente Lula quem mandou realizar o audio para tirar o Paulo Lacerda da PF transferindo-o para a ABIN e posteriormente transferindo-o para Portugal como adido policial  cargo inconstitucional?[3]
* Quando chamaste o ex-presidente Lula as  "falas", deu-se pelo fato da intimidade por estar o presidente Lula no sigilo absoluto  também envolvido no negócio dos Frigoríficos?
*Quantas vezes o Sr. acompanhou ministros de Lula da Silva para negociação com os Frigoríficos?
*Qual a relação do ex-presidente Lula da Silva no Grupo Bertin com a formação da  JBS/FriBoi e Holding J&F financiadas pelo BNDES tendo na direção administrativa  Henrique Meirelles?
*Nas fazendas do grupo Santa Bárbara no Sul do Pará em que Daniel Dantas é o suposto dono, qual a participação do ex-presidente Lula da Silva visto estar na região constantemente seu filho lulinha comandando, negociando gado? 

Pesquisas:
[2] http://mudancaedivergencia.blogspot.com.br/2009/04/grupo-bertin-mato-grosso-gilmar-mendes.html
[3] http://mudancaedivergencia.blogspot.com.br/2016/03/abin-e-os-grampos-que-nega.html
[4] 2008/2009, O Juiz Fausto de Sanctis sequestrou 25 fazendas e 450 mil cabeças de gado da empresa a de Daniel Dantas pedido da Polícia Federal, que trabalha com a suspeita de que a agropecuária pode ter sido usada para operações de lavagem de dinheiro obtido irregularmente em outras operações do Opportunity. O dono do banco Opportunity Daniel Dantas  processou o juiz por causa de uma autorização para vistoriar fazendas dele no Pará.
A Corregedoria do TRF da 3ª Região (Tribunal Regional Federal), em São Paulo, arquivou julho/2010 um processo movido pelo banqueiro Daniel Dantas contra o juiz Fausto Martin De Sanctis, da 6ª Vara Criminal Federal de São Paulo que cuidava da operação Satiagraha
Daniel Dantas não era uma pessoa, mas uma espécie. É o que afirmava Mrs. Putney. Se o sistema financeiro moderno é o inferno, pode-se dizer que Dantas não é Lúcifer, o pior dos anjos caídos. Era um diabo como os outros. Para promovê-lo à condição de Príncipe das Trevas era preciso uma farsa, que foi a encenada, sob a batuta do governo Lula, pelos grandes interesses aqui descritos e por muitos outros interesses menores.
[5] https://www.scotconsultoria.com.br/imprimir/noticias/5264

Nenhum comentário: